Retrospectiva 2020: #JuntosÉPossível gerar mudanças | WWF Brasil

Retrospectiva 2020: #JuntosÉPossível gerar mudanças



01 janeiro 2021    
Parcerias atravessaram fronteiras pela conservação, atenderam urgências como as queimadas no Pantanal e apoiaram afetados pela pandemia de Covid-19
© Nathalie Brasil/WWF-Brasil
No ano das crises, nos fortalecemos e chegamos mais longe do que nunca em coletivos e parcerias 

Por Taís Meireles  


Em 2020, fomos listados como uma das 100 melhores ONGs brasileiras, de acordo com o prêmio Melhores ONGs. Mas, sozinhos, não conseguiríamos alcançar nossas metas. Graças a diversas parcerias locais, conseguimos apoiar diretamente o combate ao fogo no Pantanal e na Amazônia, além de realizar ações de apoio emergencial em favor de populações tradicionais impactadas pela crise de Covid-19

Junto à Coalização Brasil, Clima, Florestas e Agricultura, lançamos em setembro um estudo de rastreabilidade da pecuária bovina no país que mostra que é possível monitorar a origem da carne na Amazônia e no Cerrado. Em novembro, apoiamos a Fiocruz em levantamento sobre o impacto do mercúrio em indígenas no Pará, causado pelas atividades de garimpo na região. 

Parcerias que atravessam fronteiras 
Como parte da Rede WWF, presente em mais de 100 países, também conseguimos trabalhar em regiões transfronteiriças. Na Amazônia, a Sardi (Iniciativa dos Botos da América do Sul, da sigla em inglês), registrou mais de 900 botos cor-de-rosa e cinza em expedição realizada em janeiro em um trecho do rio Amazonas entre Peru, Colômbia e Brasil. O levantamento ajudou o grupo de cientistas a chegar mais perto de um Plano de Manejo da Conservação em junho e a lançar uma plataforma inédita para disseminar informações sobre os botos em outubro. 

Outra espécie beneficiada pelos esforços de vários países foi a onça-pintada, que neste ano ganhou um plano regional que busca sua conservação em toda a América Latina. 

Estratégia de Conservação da Onça-Pintada 2020-2030 é um programa coordenado pela Rede WWF em parceria com outras organizações que contempla 15 paisagens prioritárias, em 14 dos 18 países onde o felino ainda vive, inclusive no Brasil. 

Uma dessas regiões é a Mata Atlântica, onde o WWF-Brasil completou 16 anos de trabalho trinacional na região do Alto Paraná, fronteira com Argentina e Paraguai. No Pantanal, onde atuamos conjuntamente com a Bolívia e o Paraguai, lançamos neste ano a 5ª edição da Revista Ciência Pantanal, com versões em português, inglês e espanhol. 

Engajamento da sociedade 
Além de estudos científicos, um dos focos do nosso trabalho é conscientizar mais pessoas para a causa socioambiental. Para isso, contamos com o apoio de uma série de aliados.  

Em janeiro, junto com os Escoteiros do Brasil, realizamos quatro oficinas educativas durante o JamCam 2020, evento que reuniu mais de 8 mil escoteiros, de 21 países, em Foz do Iguaçu. Mais de 21 mil escoteiros também participaram do Festival Digital Hora do Planeta 2020 – Use Sua Voz Pela Natureza, em março, que mobilizou ao todo 105 mil pessoas durante as 12 horas de transmissão. Para realizar o evento, contamos com mais de 40 parceiros, incluindo o portal Ecoa, do UOL, que transmitiu a programação completa.  

Em maio, junto com a Representação da Unesco no Brasil, lançamos materiais de divulgação sobre a importância das Reservas da Biosfera. Em junho, apoiamos a Rede Cerrado no lançamento da Campanha Cerrados, de sensibilização à conservação e valorização do bioma por meio de podcasts com histórias reais de populações locais e interação virtual. Também produzimos, com apoio do Fundo CEPF (sigla em inglês para Critical Ecosystem Partnership Fund), 12 episódios de "Tão Sertão", quadro do programa "Rádio do Mosaico", veiculados em rádios comunitárias da região do Mosaico Sertão Veredas Peruaçu. 

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, em junho, tivemos uma programação digital diversificada, incluindo quatro debates com especialistas, uma aula aberta para professores e alunos e uma conversa ao vivo do nosso diretor executivo, Maurício Voivodic, com Fabio Porchat no Instagram. 

Em julho, para comemorar os 20 anos do SNUC (Sistema Nacional de Unidades de Conservação), lançamos um pacote informativo que explica, de forma didática e ilustrativa, a importância dessas áreas e os principais riscos que enfrentam. 

Entre março e julho, recebemos 131 inscrições de iniciativas de SAF (Sistemas Agroflorestais) no Concurso Ideias Renovadoras: Plantando Árvores e Colhendo Alimentos na Bacia do Rio Doce, que teve seus vencedores anunciados em agosto. A iniciativa faz parte de projeto do WWF-Brasil para recuperação florestal da bacia do Rio Doce junto à Fundação Renova. 

Também em agosto, Chico Bento se tornou embaixador do WWF-Brasil. Embaixador da proteção das nascentes do Pantanal desde 2014, o personagem de Mauricio de Sousa entrou oficialmente para a causa socioambiental. 

Em outubro, junto com a Central do Cerrado, a Unicafes (União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária), a UnB (Universidade de Brasília) e o Núcleo do Pequi oferecem o Programa de Formação em Agroextrativismo no Cerrado, lançamos um curso EaD (Ensino a Distância) para agroextrativistas do Cerrado. O objetivo é contribuir para o aprimoramento da produção agroextrativista e viabilizar o uso sustentável da biodiversidade. 

Em novembro, nova parceria com a Ame Digital facilitou a doação para a nossa causa, por meio de plataforma prática e segura. E, para encerrar o ano com chave de ouro, apoiamos o Projeto Ilhas no Rio no lançamento digital da peça infantil “A Batalha da Natureza”, que mostra a importância da conservação dos oceanos. 

Isso sem contar nas exposições virtuais "Olhares Sobre a Amazônia" e "Pantanal: Vida, Morte e Renascimento", no Festival AmazôniaS Online, no Elos do Cerrado, na 9ª Mostra Ecofalante de Cinema, no festival online Um Dia no Parque e em diversas outras transmissões ao vivo, webinários e cursos online. Este foi, sem dúvida, o ano em que mais promovemos trocas por meios digitais.

Essas realizações não seriam possíveis sem o apoio de pessoas como você. Em 2020, nossa rede de parcerias cresceu ainda mais e você faz parte disso. A cada um e a cada setor da sociedade (empresas, governos, comunidade acadêmica e sociedade civil em geral), nosso muito obrigado!

Seu apoio foi fundamental nesse ano de tanto trabalho e desafios, quanto de respeito e cuidado. #JuntosÉPossível fazermos muito mais em 2021.

Parcerias atravessaram fronteiras pela conservação, atenderam urgências como as queimadas no Pantanal e apoiaram afetados pela pandemia de Covid-19
© Nathalie Brasil/WWF-Brasil Enlarge
Sozinhos, não conseguiríamos alcançar nossas metas
© WWF-Brasil Enlarge
"O Chico Bento é o grande embaixador da importância de cuidar da natureza", disse o diretor executivo do WWF-Brasil Mauricio Voivodic
© Mauricio de Sousa Produções Enlarge
Festival Digital Hora do Planeta mobilizou 105 mil pessoas durante as 12 horas de transmissão
© WWF-Brasil Enlarge
Exposição virtual de fotos mostra fotos da maior planície úmida do planeta
© André Zumak Enlarge
Artistas que usam a Amazônia como inspiração se unem em uma homenagem ao bioma
© WWF-Brasil Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA