Produtores rurais fazem curso de capacitação para recuperar o Rio Acre



13 dezembro 2013    
Vista aérea de área desmatada no Acre.
Vista aérea de área desmatada no Acre.
© WWF-Brasil/Bruno Taitson
*Com informações da Agência de Notícias do Acre/Maurício Galvão

Com o objetivo de capacitar tecnicamente ribeirinhos, produtores rurais, lideranças comunitárias e parceiros do programa para ações de recuperação e uso racional da bacia, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e parceria com o WWF-Brasil e HSBC, realizou entre os dias 2 e 6 deste mês, o 3º Curso de Agroecologia e Recuperação de APP para produtores rurais da bacia do Rio Acre, envolvendo, desta vez, os municípios de Capixaba e Porto Acre.

Participaram do curso 25 produtores e técnicos de extensão rural dos municípios, num total de 40 horas distribuídas ao longo de seis módulos – importância das nascentes na conservação dos recursos hídricos; legislação ambiental e novo código florestal; mudanças climáticas; restauração de Áreas de Preservação Permanente – APPs; compostagem; e agroecologia.

Foram convidados a participar de trabalhos práticos em campo envolvendo agroecologia – uma forma de ajudar a difundir os conceitos abordados no curso entre as famílias de moradores da região –, 60 alunos da escola Argentina de Capixaba.

O Programa de Conservação e Recuperação de Nascentes e Matas Ciliares da Bacia do Rio Acre, até agora, investiu na capacitação de 300 produtores cadastrados para o uso adequado e sustentável do solo, das florestas e das águas. Outra preocupação do programa está vinculada à necessidade de facultar desenvolvimento econômico às famílias ribeirinhas, por meio da introdução de Sistemas Agroflorestais (SAFs), implantados às margens dos rios e nascentes.

Os SAFs representam uma forma inteligente de recuperar a floresta agregando valor econômico em plantios consorciados – frutíferas e madeireiras –, estabelecendo uma cadeia produtiva para dar suporte à recuperação florestal de árvores nativas e nobres, também manejáveis. O curso de capacitação tem o apoio técnico e financeiro do WWF-Brasil e HSBC no âmbito do programa "Água para a Vida", que tem como foco responder às urgentes ameaças às mudanças climáticas com a mitigação dos impactos por intermédio da restauração das Áreas de Preservação Permanente.

Esta parceria do WWF- Brasil com o governo do Acre visa recuperar 40 hectares das matas ciliares, cadastrar 40 famílias e proporcionar 11 cursos nas comunidades locais da Bacia do Rio Acre. “Estas capacitações são fundamentais para conscientizar os líderes comunitários que, sabendo da importância da preservação da mata ciliar, mobilizam a comunidade. Eles tornam-se agentes multiplicadores. Os próximos passos são replicar estes cursos em 2014 em áreas críticas que já foram detectadas pelo programa,” explica Glauco Kimura de Freitas, coordenador do programa Água para Vida, do WWF-Brasil.
 
Vista aérea de área desmatada no Acre.
Vista aérea de área desmatada no Acre.
© WWF-Brasil/Bruno Taitson Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA