© WWF
Barragens, hidrelétricas, grandes obras de infraestrutura – o futuro do setor elétrico defendido pelas autoridades brasileiras parece trazer uma inevitabilidade do aumento das emissões de gases de efeito estufa e dos impactos sociais e ambientais.
Mas isso seria realmente necessário? Precisamos sucumbir à antiquada ideia de que desenvolvimento e proteção do meio ambiente são incompatíveis? O WWF-Brasil acredita que não, e defende que a proteção do meio ambiente e o planejamento racional dos recursos disponíveis garantem mais bem estar social do que a continuação das práticas atuais.

O uso de fontes renováveis ainda pouco aproveitadas no país como biomassa, energia eólica e energia solar, o foco em ações de conservação de energia e a gradual transição para um futuro onde predomina o uso da eletricidade trazem tantos quantos ou até mais benefícios econômicos e sociais do que aqueles pretendidos pelo governo brasileiro atualmente. Além disso, permitirão ao país um futuro com menos destruição ambiental e a possibilidade de assumir a vanguarda no desenvolvimento de novas tecnologias.

Para contribuir ao debate sobre o futuro da matriz energética brasileira, o WWF-Brasil coloca à disposição dois estudos inovadores:

energia eólica, energia, apagão, blackout, clima 
© Patricia Buckley / WWF-Canada
Blowing in the wind: a energia eólica tem futuro promissor como contribuinte à matriz elétrica brasileira
© Patricia Buckley / WWF-Canada
O uso de fontes renováveis permitirá ao Brasil um futuro com menos destruição ambiental e com a possibilidade de assumir a vanguarda no desenvolvimento de novas tecnologias.

Relatório de Energia 2050

Capa da publicação "Relatório de Energia 2050" 
© WWF
Capa da publicação "Relatório de Energia 2050"
© WWF
Fruto de uma parceria entre a Rede WWF e a consultoria Ecofys, o estudo demonstra a possibilidade de se suprir todas as necessidades energéticas das sociedades humanas por meio de fontes renováveis até 2050. Um futuro limpo é possível no médio prazo. Saiba mais

Agenda Elétrica Sustentável 2020

 
© WWF-Brasil / Sérgio Seiffert
Lançamento da Agenda Elétrica Sustentável 2020, em Brasília
© WWF-Brasil / Sérgio Seiffert
Resultado da parceria entre o WWF-Brasil e a Unicamp, o estudo mostra como conseguir um futuro mais sustentável para o setor elétrico brasileiro. Estabilização das emissões de gases de efeito estufa, economia de R$ 33 bilhões e geração de 8 milhões de empregos adicionais são alguns dos benefícios dessa visão. Saiba mais
DOE AGORA
DOE AGORA