Campanha Urbana



O Distrito Federal foi concebido para uma população máxima de 500 mil habitantes. Hoje, a população já ultrapassou os 2 milhões de pessoas. Em conseqüência do crescimento populacional além do planejado surgiram sérios problemas ambientais, como a deterioração das bacias hidrográficas e a exclusão hídrica.
Um estudo recente organizado pelo WWF-Brasil sobre as bacias hidrográficas de Brasília concluiu que todas elas estão em estado de alerta. Entre as principais causas dessa crise estão a ocupação desordenada do território, o desperdício de água e a ausência de uma política de gestão dos recursos hídricos. O estudo estimou que, se nada for feito para resolver o problema, a população em breve enfrentará racionamentos, com o risco real da falta d´água em alguns anos.

Tentando alertar a sociedade sobre o problema e buscando um encaminhamento para a questão, o WWF-Brasil desenvolveu, até o início de 2005, uma ampla campanha pela recuperação e conservação dos mananciais do DF e pelo uso racional da água. A campanha abrangeu desde o apoio a programas desenvolvidos por parceiros em áreas de mananciais até ações de mobilização e conscientização da população. Dois núcleos principais fizeram parte da campanha:

1 - Núcleo de Desperdício: Com o objetivo de mudar a atitude da sociedade em relação aos recursos hídricos, esse núcleo desenvolveu ações de mobilização/educação. O objetivo era que as pessoas deixassem de considerar a água como um recurso ilimitado a ser consumido e entendessem que ela é suporte para a vida e precisa ser utilizada com responsabilidade.

2 - Núcleo de Mananciais: A campanha desenvolveu vários eventos para sensibilizar e informar as pessoas sobre preservação das águas e combate ao desperdício. Em 2004 os eventos foram: Passeio Ciclístico, XVI Regata 24 Horas de Brasília - Água para a Vida, Água para Todos, I Encontro dos Amigos das Nascentes, 4ª Corridas das Águas e apoio ao projeto Corrente das Águas.
DOE AGORA
DOE AGORA