Águas para o futuro | WWF Brasil

Águas para o futuro



A água é um recurso fundamental para a vida. rel=
A água é um recurso fundamental para a vida.
© Gadelha Neto
Mudanças climáticas aumentam a urgência de gestão e conservação adequadas para garantir qualidade e abundância de água e a sobrevivência dos ecossistemas aquáticos.
Se a gestão e conservação de água doce já eram uma preocupação importante frente à superexploração, ao mau uso dos recursos hídricos e do solo e à poluição dos corpos d’água, as conclusões do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, na sigla em inglês) vêm acrescentar ainda mais urgência ao tema.  Adaptação dos recursos hídricos às mudanças climáticas passa a ser uma nova bandeira para garantir água de qualidade e em quantidade para as gerações de agora e do futuro.

A água é um recurso fundamental para a vida e especialmente estratégico para o Brasil, que abriga mais de 17% de toda a água doce do Planeta e tem sua matriz elétrica umbilicalmente conectada à disponibilidade de recursos hídricos.

Mais do que nunca, a proteção de matas ciliares, cabeceiras e nascentes torna-se uma garantia de futuro.

Para o WWF-Brasil, recuperar estas áreas quando degradadas e garantir e aumentar a proteção às remanescentes é uma forma de adaptação às mudanças climáticas que inexoravelmente irão atingir o planeta, com o aumento inercial previsto de, pelo menos, 1º C da temperatura do planeta nas próximas décadas.

Quanto mais conservadas estas áreas, maior será sua resiliência a condições climáticas cada vez mais severas, com o aumento da intensidade e frequência de secas, enchentes e tempestades como furacões.

Encarando o desafio

O WWF-Brasil vem intensificando suas ações de conservação para adaptação às mudanças climáticas, em especial no que tange aos recursos hídricos.

Além de desenvolver estudos para subsidiar as ações de conservação pelos governos, a instituição vem promovendo e fomentando as iniciativas da sociedade civil em defesa das águas. 

Assim é que o WWF-Brasil, em parceria com outras organizações, está conduzindo um amplo estudo das vulnerabilidades das nascentes do Pantanal – uma das maiores áreas úmidas do planeta – ao mesmo tempo em que promove a campanha Nascentes do Brasil, que apóia e fomenta as ações das comunidades em defesa de suas águas.

O desafio da adaptação dos recursos hídricos às mudanças climáticas envolve uma intrincada rede de ações que vão desde a criação e manutenção de unidades de conservação, passando pela proteção direta aos recursos hídricos, até o aumento da eficiência energética e introdução de outras fontes renováveis de eletricidade, para além das hidrelétricas, garantindo cada vez mais rios de fluxo livre e, portanto, maior resiliência aos ecossistemas aquáticos e sua fabulosa biodiversidade.
DOE AGORA
DOE AGORA