O Bioma | WWF Brasil

O Bioma



 rel=
Vista aérea do Pantanal.
© WWF-Brasil / A.Camboni / R.Isotti - Homo Ambiens

Conservar o Pantanal é pensar a Bacia como um todo

O Pantanal é uma planície inundável peculiar e sensível, com altitudes variando de 80 a 150 metros, inserida na parte central da bacia hidrográfica do Alto Paraguai. É uma depressão geográfica circundada pelos planaltos da bacia. As partes altas têm altitudes entre 200 e 1.000 metros.

Ao todo, a bacia transfronteiriça, abrange uma área de 624.320 km2, sendo aproximadamente 62% no Brasil, 20% na Bolívia e 18% no Paraguai, com recursos hidrológicos importantes para o abastecimento das cidades, onde vivem aproximadamente três milhões de pessoas.
 
Para a conservação do Pantanal, é importante levar em conta a bacia hidrográfica como um todo e não só a planície alagável. Afinal, tudo está interligado. O equilíbrio ambiental e os processos ecológicos do Pantanal são determinados por eventos, naturais ou não, que ocorrem nas partes altas da bacia hidrográfica.
 
A água que nasce nas partes altas corre para baixo, para a planície inundável, carreando o que estiver pelo caminho. É o pulso das águas que dita o ritmo da vida, dinâmico, complexo e delicado.
 
 
Por que o Pantanal alaga?

De forma geral, as chuvas ocorrem com maior freqüência nas cabeceiras dos rios que deságuam na planície. Com o início do trimestre chuvoso nas regiões altas (a partir de novembro), sobe o nível de água dos rios, provocando as enchentes.

O mesmo ocorre paralelamente com o rio Paraguai, não havendo como escoar toda a água acumulada. As águas se espalham e cobrem, continuamente, vastas extensões em busca de uma saída natural, que só é encontrada centenas de quilômetros adiante, no encontro com o rio Paraná, que deságua no rio da Prata e este, no Oceano Atlântico, fora do território brasileiro.  As cheias chegam a cobrir até 2/3 da área pantaneira.


Biodiversidade 
 
O Pantanal possui uma rica biodiversidade. É o berço 4.700 espécies entre animais e plantas. Entre as espécies levantadas estão  3.500  plantas (árvores e vegetações aquáticas e terrestres), 325  peixes, 53 anfíbios, 98 répteis, 656 aves  e 159 mamíferos. (Mittermeier, 2002; PCBAP, 1997; Azurduy ed., 2008).

De acordo com informações da Embrapa Pantanal, das espécies de peixes registradas no Pantanal, mais de 85% pertencem à ordem Ostariophysi, da qual fazem parte o pacu, o dourado, a tuvira, o pintado, a cachara e o cascudo.

 
	© WWF-Brasil
Mapa da bacia pantaneira que ultrapassa fronteiras de três países: Brasil, Bolívia e Paraguai.
© WWF-Brasil
 
	© Cooperação IPH / UFRGS / WWF-Brasil
Mapa da Bacia Pantaneira
© Cooperação IPH / UFRGS / WWF-Brasil

Ocupação e atividades econômicas

A ocupação do Pantanal por europeus e seus descendentes foi iniciada no século 18 com a introdução da pecuária na região.

A atividade econômica tornou-se a mais significativa e se estende do planalto das bordas da bacia até a planície alagável.

A pecuária faz parte da tradição pantaneira há mais de 200 anos e continua sendo a principal atividade econômica da região.

Com um rebanho estimado em 22 milhões de cabeças de gado, é responsável por cerca de 65% da atividade econômica nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Segundo estudos da Embrapa Pantanal, a pesca constitui a segunda maior atividade econômica do Pantanal, gerando recursos da ordem de 40 milhões de reais ao ano.

A pesca de subsistência é integrada à cultura regional e constitui importante fonte de proteína para as populações ribeirinhas. A pesca esportiva se tornou o principal atrativo do turismo regional, especialmente no Mato Grosso do Sul.

O turismo é outra atividade econômica no Pantanal. O WWF-Brasil acredita que essa atividade, quando desenvolvida de maneira responsável, pode contribuir para a sustentabilidade econômica da região.

O que é uma bacia hidrográfica?

  • Bacia hidrográfica é uma área da superfície terrestre delimitada pelos pontos mais altos do relevo.
  • A água proveniente das chuvas escorre para os pontos mais baixos do relevo formando cursos de água (rio, riacho, córrego, arroio, igarapé) ou lago (lagoa, laguna).
  • É como o piso que recolhe toda a água que cai em um determinado local e a encaminha para as partes mais baixas (ralo).
  • Nas bacias hidrográficas existem entradas e saídas de água. A precipitação (chuva) e o fluxo de água subterrânea são as entradas.
  • As saídas ocorrem pela evaporação, pela transpiração das plantas e animais e pelo escoamento das águas superficiais (rios e córregos) e subterrâneas.

Fonte: SRH/MMA, com adaptações

Fatos e Curiosidades

  • Você sabia que existem 10 "Pantanais"? Na verdade, são microrregiões com características específicas:
    1. Pantanal do Paraguai
    2. Pantanal do Nabileque
    3. Pantanal de Miranda
    4. Pantanal de Aquidauana
    5. Pantanal do Abobral
    6. Pantanal da Nhecolândia
    7. Pantanal do Paiaguás
    8. Pantanal de Barão de Melgaço
    9. Pantanal de Poconé
    10. Pantanal de Cáceres
    Fonte: Portal do Pantanal
DOE AGORA
DOE AGORA