Certificação Florestal



Por que manter a floresta em pé?

Manter em pé a floresta amazônica é essencial para a atividade empresarial do setor madeireiro e também para a vida de todos os brasileiros.

Se eliminarmos a floresta, substituindo-a por pasto, plantações ou área urbana, enfrentaremos, cada vez mais, os problemas causados pelas
mudanças climáticas, como inundações, falta de água, poluição do ar, entre outros problemas.

As florestas nos fornecem grande variedade de matérias-primas para os mais diversos produtos necessários ao nosso dia-a-dia: madeira para a construção civil e mobiliário; essências e óleos para produtos medicinais, cosméticos e alimentícios; borracha natural para materiais cirúrgicos e pneus de avião; e muitos outros. São também o habitat natural para diversos animais, plantas e microorganismos.

A atividade madeireira ilegal e predatória, assim como as queimadas e o desmatamento ilegal têm provocado a destruição da floresta amazônica.
Em menos de 50 anos, quase um quinto da floresta amazônica desapareceu.

Para os empresários do setor madeireiro e das indústrias compradoras de madeira como a construção civil, moveleira, siderúrgicas e outras, a floresta é a fonte primordial de matéria-prima. Sua permanência é
essencial para a continuidade do negócio em longo prazo.

Ao aderir ao SIM, as empresas ou associações comunitárias iniciam um processo passo-a-passo para atingir os padrões exigidos na certificação, mas o benefício é imediato.


 
© WWF-Brasil / Juvenal Pereira
A certificação florestal garante que a madeira utilizada em determinado produto é oriunda de um processo produtivo ecologicamente adequado e economicamente viável.
© WWF-Brasil / Juvenal Pereira
DOE AGORA
DOE AGORA