© WWF-Brasil

Parcerias estratégicas

Parceria Global – Alinhamento estratégico e abrangência
O WWF-Brasil é um escritório da Rede WWF, presente em mais de 140 países, o que possibilita às empresas ou grupos empresariais com atividades multinacionais a oportunidade de implementar estratégias globais de investimento em conservação para desenvolvimento institucional ou mesmo ampliação de mercado.

Pela atuação integrada do WWF-Brasil com outros escritórios da Rede WWF, é possível que a empresa desenvolva projetos em áreas específicas de prioridade global, ou possa ainda aprimorar processos e relacionamentos simultaneamente em regiões distintas.




Parceria em Negócio – Composição de focos e expansão de impactos


Outra forma de parceria estratégica compreende investimentos em sustentabilidade que contemplem inovação e desenvolvimento de novas tecnologias e produtos ou melhoria de processos produtivos internos ou na cadeia de valor.

Geralmente, envolvem resultados e impactos diretos em conservação e uso racional dos recursos naturais, e podem se configurar como cases que apresentam ganhos de escala significativos e são pontos fundamentais para transformação de mercado.

Com atuação em quatro biomas brasileiros – Mata Atlântica, Cerrado, Pantanal, e Amazônia - o WWF-Brasil possui conhecimento amplo sobre biodiversidade e gestão territorial na atuação com diversos parceiros que representam uma força de articulação e implementação diferenciada para as empresas.

Além disso, programas desenvolvidos em temas específicos tais como Água, Agricultura e Educação para a sustentabilidade, bem como a forte atuação em políticas públicas e engajamento e comunicação com diversos públicos, propicia às iniciativas e investimentos melhor planejamento de impactos e gestão de riscos.

Esse tipo de parceria busca integrar as metas definidas nos projetos do WWF-Brasil e da instituição parceira, além de expandir resultados, com impactos mais significativos e abrangentes para o negócio, assim como efetivos e igualmente abrangentes para a conservação.




  •  
© WWF-Brasil / Adriano Gambarini

DOE AGORA
DOE AGORA