©

O nosso dia a dia pode carregar muito mais influências do contexto ambiental do país do que podemos imaginar a princípio. Desde o lixo na comunidade, o desmatamento nas florestas, a dificuldade de acesso a recursos básicos como água e alimentação - tudo está conectado. De diferentes partes do país, a série #VIRADAS compartilha a história de mulheres que, lá e cá, constroem coletivamente soluções para construir hoje um presente e um futuro mais equilibrado para todos nós, pessoas e natureza. 

Confira abaixo os episódios da série #Viradas, produzidos em parceria com o Favela News e a Usina da Imaginação, e saiba mais da história dessas mulheres que estão mudando tudo em suas vidas - e se inspire para transformar a sua também!

Água é vida | Conheça a história de Fernanda e Marluci

“Água é vida, né?”, mas ainda não é uma garantia para todo mundo. Nas periferias, onde o número de mulheres como chefe de família é grande, mães como Fernanda da Silva e Marluci Santos Silva (a Maga), ambas da Comunidade do Condor, no Recife, falam sobre como a justiça climática para esse território está longe de ser alcançada.

Cozinhar, tomar banho, beber, limpar é uma necessidade de todas as pessoas e precisa ser respeitada. Confira mais desta história no áudio da série #VIRADAS, produzida em parceria com o Favela News e Usina da Imaginação.

Gestão de resíduos e o trabalho de catadores | Conheça a história de Andreia e Tayzy

Imagina se a gente tivesse uma solução possível para o problema do lixo que atrai doenças e alaga os rios? Nós temos! O trabalho dos catadores e catadoras é uma das formas de tirar de circulação o que já foi usado e limpar uma área, gerando renda para trabalhadores locais.

Esse é o trabalho feito por Andreia Pereira, catadora da Comunidade do Arco-íris, no Recife. Com ele, Andreia gera renda e ajuda sua comunidade. E os resíduos orgânicos não ficam de fora! Isis Tayzy, pedagoga e coordenadora da creche Marielle Franco, na Ocupação Carolina de Jesus, do MTST, também no Recife, fala das hortas feitas pelos próprios moradores que usam a criatividade para plantar, esperar crescer e colher - um ciclo completo que beneficia os envolvidos. Os profissionais da reciclagem são parte da solução e precisam ser tratados como tal: com respeito e incentivo da população e apoio do poder público. Arraste para o lado e confira mais desta história no áudio da série #VIRADAS, produzida em parceria com o Favela News e Usina da Imaginação.

Desmatamento, chuvas e custo de vida | Conheça a história de Stefânia e Sandra

“As coisas estão interligadas, não é só um fenômeno aqui que não vai me afetar”. No áudio do post, Stefânia Hofmann Mohedano, engenheira ambiental e fundadora da Comunidade da URBEES Meliponicultura Urbana, de Florianópolis, e Sandra Oenning da Silva, historiadora, presidenta da Usina da Imaginação e produtora de conteúdo para Pirilampo Criativo, de Braço do Norte, em Santa Catarina, falam sobre dois dos vários momentos onde perceberam que lá e cá fazem parte do todo.

As pessoas estão conectadas com a natureza, e são também parte dela. Se as abelhas morrem, por exemplo, não tem floresta, sem floresta, não tem água, sem água, não tem alimento. Confira mais desta história no áudio da série #VIRADAS, produzida em parceria com o Favela News e Usina da Imaginação.

Saúde física e mental e a Floresta | Conheça a história de Patrícia e Stefânia

No país onde mais de 10 milhões de mulheres ocupam o posto de chefe de família, maioria delas na classe C, ficamos curiosos para entender mais desse protagonismo também em relação ao meio ambiente na realidade local de cada uma.

Patrícia Bezerra Viturino, fundadora do Cheiro do Mato, de Diadema (SP) e Stefânia Hofmann Mohedano, engenheira ambiental e fundadora da Comunidade da URBEES Meliponicultura Urbana (SC), compartilham um pouco desse dia a dia nos territórios onde moram. Dentro das periferias, “mora o Brasil inteiro”, Patricia diz. Confira mais desta história no áudio da série #VIRADAS, produzida em parceria com o Favela News e Usina da Imaginação.

Parceiros