© Shutterstock

Hidrogênio Verde

O que é hidrogênio verde?

O hidrogênio é encontrado principalmente em sua forma gasosa H2, estando presente em hidrocarbonetos e na molécula de água. O hidrogênio verde (H2V) é produzido a partir da eletrólise da água por meio de fontes renováveis como eólica e solar. Ele pode ser utilizado ainda na composição de outros combustíveis, sintetizados a partir dele, que se beneficiarão das características da cadeia quase 100% livre de produção do H2V. Hoje, os países líderes na produção de H2V são Alemanha, Japão e China. 

O hidrogênio pode ser utilizado não somente como combustível no setor de transportes, mas também como matéria-prima para produtos em outros setores, o que irá influenciar diretamente na redução de emissões de GEE (gases de efeito estufa) quando produzido a partir de fontes renováveis. Atualmente a produção de hidrogênio por meio da reforma a vapor do gás natural é responsável por 6% do uso global deste produto que combinada à produção a partir do carvão mineral somaram juntas, em 2020, emissões equivalentes a 900 milhões de toneladas de CO2. 

Conheça o cenário potencial do hidrogênio verde no Brasil 

Como as células combustíveis de hidrogênio verde geram energia? 

As células combustíveis são uma das formas de utilização do hidrogênio em veículos elétricos, nos quais a reação entre o hidrogênio e oxigênio gera energia elétrica que alimenta a bateria e proporciona o funcionamento do motor. Essa reação pode acontecer de forma contínua, enquanto a célula estiver sendo alimentada com o combustível, se diferindo da vida útil das baterias atuais. Outra grande vantagem do uso do hidrogênio verde está na ausência de poluentes: a reação tem como único produto a água (H2O), desde que aconteça na presença de hidrogênio e oxigênio puro. 

O hidrogênio verde é uma opção de substituição dos combustíveis fósseis no setor de transportes coletivos, além de servir como indutor de eletrificação nos veículos em geral. O uso dele reduziria o impacto na atmosfera e ajudaria gestores públicos a alcançarem os compromissos de redução de emissões GEE.  

Qual é o potencial do hidrogênio verde para o Brasil?  

O Brasil tem potencial para geração e utilização de fontes renováveis de energia na escala exigida pelas mudanças climáticas para termos um futuro possível. O país tem uma matriz elétrica diversificada e potencial de expansão para inovação nas energias limpas. Uma dessas fontes é o hidrogênio verde, conhecido como H2V. 

O tema é tratado no documento Hidrogênio: cenário e potencial deste combustível no Brasil, elaborado pelo WWF-Brasil aponta que combustíveis renováveis e limpos ganham espaço e importância - como é o caso do hidrogênio combinado com células combustíveis.   

A despeito do Brasil ter batido o seu recorde de emplacamento de veículos elétricos em 2021 com quase 35 mil unidades, ou um aumento de 77% em relação aos emplacamentos de 2020, os veículos elétricos, que compreendem veículos híbridos, plug-in e 100% a bateria, ainda correspondem a menos de 0,2% da frota de veículos leves, e menos de 0,1% de todos os veículos registrados no Brasil.  

O Brasil tem histórico na transformação do hidrogênio por meio de projetos com veículos elétricos a célula a combustível e tem potencial para produzi-lo na escala necessária para atender as demandas de mitigação da crise climática, mas o que nos falta é justamente escalar a produção. Para o hidrogênio verde ganhar escala é preciso:   

1- Fomentar a pesquisa sobre o hidrogênio verde  

2- Estimular a oferta de H2V para uso no Brasil e no exterior.   

3- Incorporar os custos das emissões de gases de efeito estufa nos setores que utilizam hidrogênio.  

4- Adotar projetos-piloto para utilização de veículos a hidrogênio no Brasil. 

 

DOE AGORA
DOE AGORA