WWF-Brasil tem duas novas Conselheiras

20 outubro 2021

Thais Santos e Txai Suruí integram Conselho Deliberativo da organização
Thais Santos e Txai Suruí integram Conselho Deliberativo da organização

Por WWF-Brasil


Nesta quarta-feira, 20/10, Thais Santos e Txai Suruí formalizaram sua participação no Conselho Deliberativo do WWF-Brasil.

Em reunião pela 34ª Assembleia Geral Ordinária do WWF-Brasil, elas receberam as boas-vindas do presidente do Conselho, Roberto Pedote, e do diretor-executivo do WWF-Brasil, Mauricio Voivodic, assim como dos demais conselheiros e conselheiras participantes.

O Conselho Deliberativo lidera o processo de governança e gestão do WWF-Brasil. Entre suas atividades estão a aprovação de políticas e estratégias, a fiscalização da gestão da Diretoria-Executiva e a adoção de medidas que assegurem que os processos decisórios, os sistemas de gestão e o corpo executivo e operacional sejam adequados aos objetivos institucionais.

Saiba mais sobre as novas Conselheiras do WWF-Brasil:

Thais Santos
Thais Santos é química e doutoranda em Bioenergia. Especialista em cromatografia e espectrometria, ela é educadora popular e cofundadora da Comunidade Cultural Quilombaque. Thais também integra a Coalizão Negra por Direitos e o Instituto de Referência Negra Peregum, além de coordenar o núcleo da rede de cursinhos populares Uneafro Brasil.

Autora do artigo “Porque o movimento negro quer falar de meio ambiente?”, publicado em junho e "COP26 precisa dar a devida urgência ao tema do racismo ambiental" em outubro deste ano, Thais é uma jovem e emergente liderança que tem sido uma voz importante na busca das relações e conexões entre os movimentos ambientalista e de justiça climática/ambiental com os movimentos negro, de periferia e feminista.
 
Txai Suruí
Txai Suruí, do povo Paiter Suruí, em Rondônia, é fundadora do movimento da Juventude Indígena em no estado. Estudante de Direito, ela também atua no núcleo jurídico da Associação de Defesa Etnoambiental - Kanindé, organização considerada referência em assuntos da causa indígena e parceira histórica do WWF-Brasil em Rondônia.

Em sua atuação como ativista contra mudanças climáticas, como voluntária pelo Engajamundo, Txai foi uma das jovens que assinaram a ação popular que processa o governo por 'pedalada' climática e pedem anulação de meta brasileira no Acordo de Paris.

Txai também é Conselheira Suplente no Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rondônia e Conselheira da Aliança Global “Amplificando Vozes pela Ação Climática Justa”.
 
Saiba mais sobre a Governança do WWF-Brasil.
Thais Santos
© Arquivo pessoal
Txai Suruí
© Divulgação
DOE AGORA
DOE AGORA