Rede Nacional de Cooperação



Um grupo de cooperação foi formado, em junho, com o objetivo de planejar o uso dessa tecnologia e apoiar os órgãos reguladores, por exemplo, a Agência nacional de Aviação Civil (ANAC), a construir leis que tornem os drones instrumentos importantes para o monitoramento da biodiversidade brasileira.

A criação de um Projeto para a utilização de Vant's para a conservação passa por um planejamento da escolha das aeronaves e sensores adequados às missões, da integração das informações geradas a bases de dados compartilhadas, da cooperação entre agências e instituições de forma a otimizar recursos, treinamentos e equipes, desenvolvimento de protocolos de operação, de segurança e, finalmente, interação com as universidades e grupos de estudo.

Este grupo que vem pensando em todas estas questões é formado pelo WWF-Brasil, pela organização não governamental inglesa Conservation Drones, o ICMBio, a Agência Nacional de Águas (ANA), a Universidade Federal de Goiás (UFG), o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Araguaia de Proteção Ambiental, uma organização não-governamental do Estado do Tocantins.
 
© Acervo Conservation Drones
© Acervo Conservation Drones
 
© Acervo ICMBio
© Acervo ICMBio
 
© Acervo UFG
© Acervo UFG
DOE AGORA
DOE AGORA