Projetos demonstrativos



 rel=
Pantanal Matogrossense.
© WWF-Brasil / Sergio Ribeiro

Gestão, conservação e desenvolvimento sustentável a campo

O programa Água para a Vida é desenvolvido em diversos pontos do país, em parceria com várias instituições, com o objetivo de fortalecer iniciativas que possam servir de exemplo para outras comunidades e para o Brasil. São projetos voltados para a gestão sustentável e participativa de recursos hídricos.

São cinco projetos desenvolvidos: Mata Atlântica (2), Pantanal (2) e Cerrado (1) focados no gerenciamento e desenvolvimento de mecanismos de gestão de recursos hídricos, conservação e geração de renda.

Manejo e Gestão da Bacia do Rio São João (RJ) - Trabalho realizado em parceria com o Consórcio Intermunicipal para Gestão Ambiental das Bacias da Região dos Lagos, do Rio São João e Zona Costeira - CILSJ e que resultou na criação do Comitê das Bacias Hidrográficas das Lagoas de Araruama, Saquarema e dos Rios São João, Una e Ostras, e também na recuperação da Bacia, onde, atualmente, há investimentos consistentes na recuperação da Lagoa de Araruama, construção de Estações de Tratamento de Esgoto e recuperação de áreas degradas.


Gestão da Bacia do AltoTocantins (GO) - Trabalho realizado em parceria com a Agência Brasileira de Meio Ambiente e Tecnologia da Informação - Ecodata -  e o Consórcio Intermunicipal de Usuários de Recursos Hídricos para Gestão Ambiental da Bacia Hidrográfica do Alto Tocantins -  Conágua Alto Tocantins - que está propondo a criação de um organismo de defesa da Bacia (Comitê da Bacia do Alto Tocantins), onde vem sendo realizado um processo de mobilização e capacitação para representantes de Poder Público, usuários e sociedade civil.

Manejo da Bacia do Rio Miranda (MS) - Este trabalho iniciou-se em 2002, em parceria com o Consórcio para o Desenvolvimento Integrado das Bacias dos Rios Miranda e Apa - Cidema - que resultou na criação do 1º Comitê de Bacia do Estado do Mato Grosso do Sul, o 1º do Pantanal e o terceiro comitê no Centro-Oeste do Brasil. Atualmente, estamos desenvolvendo estratégias para a consolidação do Comitê e da recuperação da Bacia.

Bacia do Rio Paraíba do Sul (SP, RJ e MG) - O trabalho, que visa fortalecer a relação de água, floresta e uso do solo na conservação e recuperação de mananciais e áreas degradas, iniciou-se em parceria com o Comitê para Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul e está evoluindo para fortalecer os sistemas de valoração de serviços ambientais. Tem a parceria, desde o início, do Conselho Nacional da Reserva da Biosfesra da Mata Atlântica e da Fundação SOS Mata Atlântica e, a partir de 2006, a organização The Nature Conservancy (TNC) também entrou na parceria.

Gestão Transfronteiriça na Bacia do Rio Acre envolvento Madre de Dios (Peru), Pando (Bolívia) e Acre (Brasil) - O trabalho objetiva a criação de um organismo em defesa da gestão transfronteirça do Rio Acre e tem elaborado estratégias e propostas a partir da sociedade civil para trabalhar em parceria com os outros países.  Trata-se de um trabalho pioneiro, por trabalhar a bacia como um todo, ou seja, procurando desenvolver mecanismos de gestão de um rio transfronteiriço.

DOE AGORA
DOE AGORA