WWF trabalha pela conservação do Pantanal



29 junho 2015    
Campos alagados, Pantanal (Mato Grosso do Sul)
© Adriano Gambarini
Ações de conservação em uma das mais importantes regiões da América do Sul são o foco de uma estratégia compartilhada entre o WWF do Brasil, da Bolívia e do Paraguai por meio do Programa Cerrado Pantanal.
 
Apoio às boas práticas produtivas, à gestão de áreas protegidas, inserção em políticas públicas em prol da conservação do Pantanal e conscientização sobre as escolhas de consumo e o impacto ao meio ambiente são alguns exemplos das atividades realizadas em conjunto. Elas visam a conservação do Cerrado e do Pantanal e a redução das principais ameaças identificadas nesses dois biomas.
 
O WWF tem trabalhado no Pantanal desde 1998, no Brasil e na Bolívia, por meio de seu programa de conservação e com a participação do Paraguai a partir de 2012. Antes, os esforços se concentraram, principalmente, na porção geográfica do Pantanal, mas desde 2008 a organização passou a adotar uma visão mais integrada de toda a Bacia do Alto Paraguai (BAP).
 
A área de 624.320 km² abriga todo o Pantanal, parte do Cerrado e porções do Bosque Chiquitano e Chaco. Deste total, aproximadamente 62% estão no Brasil, nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, 20% na Bolívia, no estado de Santa Cruz e 18% no Paraguai, nos estados do Alto Paraguai, Boqueron e Presidente Hayes .
 
Um vídeo produzido pelo WWF apresenta esse trabalho trinacional, especialmente, no Pantanal, maior área úmida continental do mundo. Está disponível com versões em português, espanhol e inglês. Acesse o link ao lado.
Campos alagados, Pantanal (Mato Grosso do Sul)
© Adriano Gambarini Enlarge
Pantanal
© Adriano Gambarini Enlarge
Pantanal
© Adriano Gambarini Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA