Todos em Brasília novamente



23 novembro 2006
Um dos painéis da COP de Clima, em Nairóbi, no Quênia
© Mauro Armelin / WWF-Brasil

Por Karen Suassuna

Mariana Ramos

Mauro Armelin

Todos em Brasília, embora com algumas bagagens extraviadas, mas todos bem. Bem cansados também. Depois de 12 dias de trabalho sem parar, temos agora vários relatórios a fazer e discussões para acompanhar.

A conferência terminou, mas o assunto ainda é latente. Para o próximo ano, os países devem levar uma revisão do Protocolo de Quioto para ser discutida na Indonésia. Além disso, temos muito interesse em acompanhar a proposta brasileira que será discutida no final de março, na Austrália.

Portanto, o trabalho não termina junto com a COP e nem as reuniões. Agora é que vem a maior parte: garantir que as discussões sejam feitas de maneira democrática e que a sociedade fique informada do que está acontecendo no nosso país e no mundo em relação às mudanças climáticas.

Estamos preparando para a primeira semana de dezembro um workshop em São Paulo sobre a certificação independente Gold Standard, ainda pouco difundido no Brasil. A certificação é para projetos de Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL). O MDL foi proposto pelos países industrializados para ajudá-los a cumprir suas obrigações no Protocolo de Quioto com maior flexibilidade.

Esses mecanismos têm como objetivo incentivar a implementação de projetos que reduzem as emissões dos gases causadores do efeito estufa em países em desenvolvimento e garantir o desenvolvimento sustentável para a região contemplada pelo projeto. Na essência, países industrializados ganham "créditos" por seus investimentos em projetos de redução de emissão nos países em desenvolvimento.

A função do Gold Standard é garantir que esses projetos de MDL realmente atendam seus objetivos iniciais. Mais uma discussão no âmbito das mudanças climáticas no Brasil!

Lá vamos nós outra vez, agora com mais um na equipe: o economista André Tavares!

Um dos painéis da COP de Clima, em Nairóbi, no Quênia
© Mauro Armelin / WWF-Brasil Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA