Concurso Ideias Renovadoras: projetos levam menção honrosa



21 agosto 2020    
O Centro de Práticas Regenerativas Apuã utiliza a agrofloresta sintrópica para produzir alimentos e plantas aromáticas e medicinais
© Florescer Apuã / divulgação
Florescer Apuã e Novo Mundo de Yacarantã são iniciativas de SAF destacadas pelo júri

Por Taís Meireles

Além dos cinco vencedores do Concurso Ideias Renovadoras: Plantando Árvores e Colhendo Alimentos, duas iniciativas de Sistemas Agroflorestais (SAF) receberam o título de menção honrosa pelo júri do concurso: Apuã e Novo Mundo de Yacarantã. Conheça mais sobre os dois projetos abaixo.

Apuã

Apuã



Localizado ao lado do Parque Estadual da Serra do Papagaio, no Gamarra, município de Baependi, circuito das águas no sul de Minas Gerais, Serra da Mantiqueira, o Apuã é um Centro de Práticas Regenerativas voltado para o estudo da medicina da natureza.

Assim, por meio de Sistemas Agroflorestais Sintrópicos, são cultivados alimentos para suprir as necessidades do sítio, além de plantas aromáticas e medicinais que são beneficiadas no Laboratório-Escola Spagiros.

Naty Tataendy está à frente do Sítio Apuã desde 2015. “Em nosso SAF, temos um trabalho e pesquisa precursora de introdução de espécies aromáticas e medicinais com foco em destilação de óleos essenciais, hidrolatos e outras medicinas espagíricas", explica.

Ela conta que um dos pilares do Apuã é a valorização dos moradores locais, que são diariamente contratados para os plantios e manejos no SAF e nas obras de Bioconstrução, realizadas constantemente nas áreas do sítio. “Temos um viveiro que abastece as mudas para os plantios no sítio e também ministramos cursos de Agrofloresta Aromática e Medicinal, Destilação de óleos essenciais e Espagiria Vegetal ” comenta Naty, anfitriã e criadora do espaço.

Se quiser saber mais sobre o Apuã, acesse o perfil no Instagram ou a página no Facebook, ou os perfis do Laboratório-Escola Spagiros também no Instagram e no Facebook.

Novo Mundo de Yacarantã



Uma comunidade de aprendizagem para o desenvolvimento de técnicas da agricultura sintrópica por meio de sistemas agroflorestais e sustentabilidade. Assim se denomina o Novo Mundo de Yacarantã, propriedade localizada em Rio Manso (MG).

O espaço está a pouco mais de 30km de Brumadinho, cidade em que ocorreu o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão em janeiro de 2019. Desde então, a iniciativa Novo Mundo de Yacarantã, que se baseia em princípios de transformação ecológica e social, vem buscando apoiar comunidades em situação de vulnerabilidade socioeconômica e afetadas pelo desastre da mineração.

 “Nós buscamos tanto vivenciar outras experiências agroflorestais consolidadas quanto influenciar e apoiar novos agricultores e agricultoras dispostos a se envolver com a tecnologia de agricultura regenerativa por meio de sistemas agroflorestais, em especial, essas comunidades atingidas pelo desastre de Brumadinho”, explica Heitor Dellasta, coordenador de projetos do Yacarantã.

Junto com João Gabriel Fies e Yasmin Lourenço, o grupo promove oficinas e vivências, conectando, por exemplo, os sistemas agroflorestais, alimentação viva e sociedades sustentáveis. “Nosso objetivo é disseminar a agricultura sintrópica, seus princípios, fundamentos e prática para mostrar a abundância produzida a partir da interação e cooperação entre os seres humanos e a natureza", comenta Heitor.

A área do Yacarantã, antes degradada, encontra-se hoje com mais de 200 espécies arbóreas, dentre nativas e espécies para alimentação. Várias técnicas de beneficiamento de produtos são utilizadas como forma de aumentar a validade dos produtos e agregar valor à produção.

Se quiser acompanhar o trabalho do Novo Mundo de Yacarantã, acesse o perfil no Instagram ou a página no Facebook.

Os projetos Apuã e Novo Mundo de Yacarantã foram selecionados como menções honrosas porque, apesar de estarem fora da bacia do Rio Doce, podem servir de inspiração para a restauração na região, foco do Concurso Ideias Renovadoras.

Para saber mais sobre os cinco vencedores do Concurso, clique aqui.
O Centro de Práticas Regenerativas Apuã utiliza a agrofloresta sintrópica para produzir alimentos e plantas aromáticas e medicinais
© Florescer Apuã / divulgação Enlarge
Naty Tataendy Rekove está à frente do Apuã desde 2015 e conta que um dos pilares do Centro é a valorização dos agricultores locais
© Florescer Apuã / divulgação Enlarge
A agrofloresta aromática do Apuã foi plantada em fevereiro de 2018 e tem calêndula, lavanda, chacrona, pitanga, tomilho, alecrim, entre outros plantios
© Florescer Apuã / divulgação Enlarge
Já o Novo Mundo de Yacarantã é uma comunidade de aprendizagem para o desenvolvimento de técnicas da agricultura sintrópica por meio de sistemas agroflorestais e sustentabilidade
© Novo Mundo de Yacarantã / divulgação Enlarge
Yasmin, Heitor e João Gabriel estão à frente da Novo Mundo de Yacarantã, propriedade localizada em Rio Manso (MG)
© Novo Mundo de Yacarantã / divulgação Enlarge
O Yacarantã promove oficinas e vivências, conectando sistemas agroflorestais, alimentação viva e sociedades sustentáveis
© Novo Mundo de Yacarantã / divulgação Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA