Mobilização Um Dia No Parque 2021 engajou 350 Unidades de Conservação



26 agosto 2021    
Chapada dos Veadeiros, Goiás, Brasil
© Frederico Viana / WWF
Depoimentos e vídeos foram reunidos em uma plataforma e compartilhados em redes sociais.

Uma vez por ano, desde 2018, o WWF-Brasil, em parceria com a Coalizão PróUC, a Campanha Um Dia No Parque promove atividades de contato com a natureza em áreas protegidas de todo o país.

Em 2021, a campanha foi realizada no dia 18 de julho, e contou com a participação de 350 unidades de conservação, localizadas em diversos biomas.

A situação sanitária trazida pela pandemia da covid-19 motivou um formato diferente: privilegiar histórias de vínculo as unidades de conservação (UCs), incentivando o compartilhamento de depoimentos em vídeos, textos ou áudios com relatos de pessoas que tiveram uma experiência marcante vivenciada em um parque, ou que se apaixonaram por uma determinada UC.
 
Algumas UCs realizaram atividades presenciais para públicos reduzidos, seguindo as orientações sanitárias de uso de máscaras e distanciamento.

 “O projeto busca aproximar pessoas desses espaços de conservação que muitas vezes estão próximos de casa, sem precisar ir tão longe para buscar uma conexão com a natureza. A proposta é aproximar as pessoas desses lugares, gerando valorização e a compreensão do quanto é importante conservar o patrimônio natural”, explica Angela Kuczach, diretora executiva da Rede Pró UC (Pró Unidades de Conservação da Natureza) e idealizadora da iniciativa no Brasil. 

Promover a conexão das pessoas com as Unidades de Conservação no país e demonstrar os benefícios que elas trazem é fundamental para garantir a valorização da biodiversidade e outros serviços ecossistêmicos fundamentais para a sobrevivência humana.

Na região do Cerrado brasileiro, por exemplo, parques belíssimos como Chapada dos Veadeiros, Chapada Diamantina, Jalapão, Cavernas do Peruaçu, Canastra e tantos outros atraem turistas de várias localidades, interessados em conhecer suas belezas.

As UCs do Cerrado estão estrategicamente localizadas no que é conhecido como “berço das águas do Brasil”, já que o bioma abriga nascentes de oito das 12 regiões hidrográficas brasileiras.

Estima-se que a região possua um terço da biodiversidade brasileira e 5% da biodiversidade global. O Cerrado possui também grande riqueza sociocultural, sendo habitado por povos tradicionais que vivem em forte relação de dependência com o ambiente natural, guardiões de conhecimentos e costumes de grande valor cultural.
 
Marcone Santos, biólogo e educador popular, um dos participantes da campanha, descreve a relação marcante que desenvolveu com a Chapada Diamantina: “Minha primeira experiência com a Chapada Diamantina foi no final de 2015 e, desde então, meu elo com a Bahia se tornou ainda mais forte, sensível e ancestral. Digo isso porque acredito ser impossível dissociar os biomas das experiências humanas em seus processos históricos e culturais. A cultura se faz com a natureza, e a experiência humana é fundada nisso. Precisamos reinventar outras possibilidades de existir nesse planeta e, para isso, necessitamos do Cerrado em pé.“

A guia turística Jessica Mesquita seguiu do Rio de Janeiro para fazer voluntariado na Chapada dos Veadeiros em 2017 e não saiu mais da região: “A minha história se transformou completamente quando eu conheci a Chapada dos Veadeiros. Vim do Rio de Janeiro para o parque fazer um trabalho voluntário de nove dias, e durante esse período eu percebi que eu fazia parte desse lugar. O voluntariado se expandiu para três meses, e com isso eu não quis mais ir embora da região. Adotei o parque para a minha vida. Me tornei guia de turismo, e posso afirmar com toda convicção que todo mundo que entra em uma unidade de conservação sai diferente.”

Luana Portela, bióloga e mestranda em genética e evolução de primatas, visitou o Parque da Canastra pela primeira vez aos 17 anos. Embora já cogitasse cursar biologia, a experiência foi fundamental para a decisão. “A escola organizou uma excursão para o parque. Eu me lembro que, no caminho para a parte alta, para a cachoeira Casca D’Anta, eu estava sentada na janela, olhando para os campos mais bonitos que eu já tinha visto na minha vida. Fizemos uma trilha de um dia inteiro, e quando terminamos, sentada ali contemplando a força da cachoeira e da natureza, tive certeza de que queria ser bióloga. Uma vivência dentro de uma Unidade de Conservação transforma vidas. E transformou a minha.”
 
Sobre a mobilização Um Dia No Parque

A mobilização é promovida pela Rede Pró UC com apoio da GIZ e instituições da Coalizão Pró UCs (coletivo de instituições ambientalistas que trabalham pelo fortalecimento das Unidades de Conservação), em parceria com a Rede Brasileira de Trilhas, Instituto Alana e IUCN.

O WWF-Brasil contou com o apoio do CEPF (Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos) para promover o engajamento das unidades de conservação do Cerrado na ação Um Dia No Parque de 2021. O CEPF é uma iniciativa conjunta da Agência Francesa de Desenvolvimento, da Conservação Internacional, União Europeia, do Fundo Global para o Meio Ambiente, do Governo do Japão e do Banco Mundial. Uma meta fundamental é garantir que a sociedade civil esteja envolvida com a conservação da biodiversidade.

“Convidar as pessoas a avaliarem sua relação com a natureza por meio da campanha Um Dia No Parque contribui de fato para valorizar as Unidades de Conservação e demais áreas protegidas, na medida em que as pessoas são convidadas e refletirem sobre como esses espaços estão presentes em sua vida e sua importância em uma série de situações, seja na contemplação, na prática de trilhas e esportes, na pesquisa, no lazer e na convivência social e com a natureza. A constatação dessa realidade com certeza fortalece a valorização das Unidades de Conservação”, avalia Mariana Napolitano Ferreira, Gerente de Ciências do WWF-Brasil.

Os depoimentos e vídeos da mobilização de 2021 podem ser acessados na plataforma Um Dia No Parque.
Chapada dos Veadeiros, Goiás, Brasil
© Frederico Viana / WWF Enlarge
Parque Nacional da Serra da Canastra, Minas Gerais, Brasil
© Michel Gunther / WWF Enlarge
Chapada Diamantina, Bahia, Brasil
© Michel Gunther / WWF Enlarge
Parque Estadual do Jalapão, Tocantins, Brasil
© Ana Paula Rabelo / WWF Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA