Água Brasil lança com presidenta Dilma jogo educativo para catadores | WWF Brasil

Água Brasil lança com presidenta Dilma jogo educativo para catadores



22 dezembro 2011    
Presidenta Dilma recebe o jogo Reciclando das mãos do coordenador do Programa Educação para Sociedades Sustentáveis do WWF-Brasil, Fábio Cidrin, e do vice-presidente de Gestão de Pessoas e Responsabilidade Socioambiental do Banco do Brasil, Robson Rocha.
© Cacalos/ WWF-Brasil
A presidenta Dilma Rousseff classificou como “simbólico” o jogo Reciclando, desenvolvido pela ONG ambientalista WWF-Brasil em parceria com o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), no âmbito do Programa Água Brasil. O programa, concebido pelo Banco do Brasil, é executado em parceria com a Fundação Banco do Brasil e a Agência Nacional de Águas, além do WWF-Brasil.

A presidenta recebeu o primeiro exemplar do jogo, que foi lançado nesta quinta-feira, em São Paulo, durante a celebração de Natal de catadores de materiais recicláveis e população em situação de rua.O “Reciclando” foi desenvolvido para ajudar os catadores na sua organização e para ampliar o conhecimento e a informação da sociedade sobre o trabalho feito por eles.

Segundo Dilma, o jogo é simbólico porque aponta para a necessidade de construção de cooperativas e associações de catadores. “Isso garante que os catadores tenham a proteção de uma organização forte para defender sua atuação na sociedade”, disse a presidenta.

Dilma disse ainda que foi eleita “presidenta dos pobres deste país” e se comprometeu em apoiar os catadores contra o uso de incineradores de resíduos nos municípios, que precisam se adaptar à Política Nacional de Resíduos Sólidos. De acordo com a regulamentação da lei, a incineração é uma alternativa. Mas a prioridade é o encaminhamento dos resíduos a organizações de catadores, para seguirem para a reciclagem. Há muita pressão, porém, do lobby da incineração sobre as prefeituras municipais, em função dos investimentos envolvidos. “Eu me comprometo a fazer uma discussão muito séria a respeito da questão da incineração. Podemos construir um caminho de proteção ao catador. Sei da pressão que até 2014 as prefeituras terão. De fato, haverá grande pressão sobre elas. Precisamos botar os catadores na mesa para defender suas posições e para que a gente ache um caminho”, disse a presidenta.

De acordo com o coordenador do Programa Educação para Sociedades Sustentáveis, do WWF-Brasil, Fábio Cidrin, o jogo Reciclando trata da questão da coleta seletiva e do trabalho feito pelos catadores.

“Cada jogador representa uma cooperativa, que faz desde a coleta até a aquisição de equipamentos para poder atuar em rede. O grande objetivo é fazer com que os catadores percebam a importância dessa atuação em rede e da necessidade de eliminar intermediários”, conta Cidrin.

“Mas o jogo não é só para os catadores. Qualquer pessoa que jogar vai se se familiarizar com a cadeia da reciclagem, onde os catadores têm papel fundamental. Por meio do jogo, as pessoas vão passar a respeitar e a valorizar mais esta atividade”, aposta.
O jogo será distribuído a organizações do MNCR, para as cidades que recebem as ações de coleta seletiva e reciclagem do Água Brasil e para as entidades de apoio às organizações de catadores. “O jogo será usado para discutir o assunto de forma lúdica. Funcionará como mais uma ferramenta para as atividades de assessoramento e acompanhamento das organizações”, diz Cidrin.

A cerimônia dos catadores e moradores de rua mobilizou a Esplanada dos Ministérios. Além da presidenta Dilma, participaram do evento os ministros Maria do Rosário (Direitos Humanos), Tereza Campello (Desenvolvimento Social e Combate à Fome), Fernando Haddad (Educação), Aloízio Mercadante (Ciência e Tecnologia), Alexandre Padilha (Saúde) e Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência da República). Também participaram os senadores Marta Suplicy e Eduardo Suplicy (PT-SP) e o deputado Paulo Teixeira (PT-SP).

Presidenta Dilma recebe o jogo Reciclando das mãos do coordenador do Programa Educação para Sociedades Sustentáveis do WWF-Brasil, Fábio Cidrin, e do vice-presidente de Gestão de Pessoas e Responsabilidade Socioambiental do Banco do Brasil, Robson Rocha.
© Cacalos/ WWF-Brasil Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA