COP 25 do Clima: WWF-Brasil se posiciona sobre a desistência do Brasil de sediar evento | WWF Brasil

COP 25 do Clima: WWF-Brasil se posiciona sobre a desistência do Brasil de sediar evento



28 Novembro 2018   |  
Queimadas Corumbá
As queimadas, muito comuns nos períodos secos, contribuem para o aquecimento global devido à emissão de CO2 na atmosfera
© WWF-Brasi/ Geralda Magela
São Paulo - O WWF-Brasil lamenta a notícia de que o Brasil desistiu de sediar a 25ª Conferência de Partes na Convenção de Clima da ONU. O país tem tido destaque nas negociações internacionais de clima, exercendo um importante papel na diplomacia rumo a uma maior redução de gases de efeito estufa.

A participação do Brasil é vital para atingir as metas mundiais, uma vez que nosso país é atualmente o 7º maior emissor de Gases de Efeito Estufa e a Amazônia tem um papel fundamental na regulação do clima mundial.

Neste momento de transição de governo, a decisão diverge do posicionamento anterior anunciado antes das eleições, demonstrando forte influência da equipe de transição. O Embaixador brasileiro no próximo governo, Ernesto Araújo, demonstrou ceticismo às mudanças climáticas e fez duras críticas ao processo internacional de negociação.

De acordo com o diretor-executivo do WWF-Brasil, Mauricio Voivodic, a decisão de não realizar a COP no Brasil passa ao mundo um sinal de que o novo governo não enxerga como prioritária a agenda de combate às mudanças climáticas, o maior desafio que o planeta enfrenta.

Em um período marcado por desastres ambientais ao redor do globo, como secas gerando prejuízos na agricultura no Nordeste ao mesmo tempo em que inundações assolam cidades no Sudeste do Brasil, e os históricos incêndios da Califórnia, esperamos que esta decisão não implique em um menor protagonismo do Brasil no Acordo de Paris ou um menor compromisso com as já assumidas metas de redução das emissões brasileiras.

Com uma economia fortemente apoiada no uso de recursos naturais, minimizar os efeitos, e as medidas de enfrentamento às mudanças climáticas, poderá gerar sérias implicações a uma trajetória de desenvolvimento sustentável. A segurança climática do país e do planeta, assim como a qualidade das vidas de todos nós dependem disso.
Queimadas Corumbá
As queimadas, muito comuns nos períodos secos, contribuem para o aquecimento global devido à emissão de CO2 na atmosfera
© WWF-Brasi/ Geralda Magela Enlarge
Foto de seca na África
Mudança no regime das chuvas é uma das consequências do aquecimento global
© © Michel GUNTHER / WWF Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA