Fortaleza tem ações sustentáveis em transporte, construção, arborização e combate à poluição | WWF Brasil

Fortaleza tem ações sustentáveis em transporte, construção, arborização e combate à poluição



11 Dezembro 2017    
Fortaleza apresentou ações sustentáveis em diversas áreas
© Governo Federal Brasileiro
Capital cearense mergulha no Desafio das Cidades pelo Planeta com projetos voltados para um novo modelo de desenvolvimento

A cidade de Fortaleza não parece medir esforços para um caminho cada vez mais seguro em direção à economia de baixo carbono e um futuro mais sustentável. Com ações que vão de transporte e trânsito até controle da poluição atmosférica, passando por planos de arborização, educação ambiental, drenagem e saneamento básico, o município finca o pé na tentativa de alcançar um novo modelo de desenvolvimento. 

Outro objetivo é chegar à final do Desafio das Cidades pelo Planeta (OPCC, na sigla em inglês) 2017/2018, projeto do WWF em parceria com o Iclei (Governos Locais pela Sustentabilidade) que reconhece cidades de 30 países como importantes no enfrentamento às mudanças climáticas.

Foram 14 projetos e ações reportados por Fortaleza no Carbonn, plataforma de Registro Climático gerenciada pelo Iclei, que recebe as informações dos municípios participantes do Desafio. Abaixo, alguns planos e resultados organizados por temas:

Transporte

O Plano de Ações Imediatas em Trânsito e Transporte de Fortaleza – PAITT (2013) é um conjunto de estratégias que se propõe a melhorar o tráfego e o transporte público na capital cearense no curto e médio prazos. A intenção é encorajar novos meios de mobilidade sustentável, o que vai ao encontro do desejo de ser a cidade mais “pedalável” do Brasil. Para tanto, há o projeto de ampliar as ciclovias e promover educação do trânsito, entre outros. 

Além disso, existe também o Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor), que prioriza o desenvolvimento de corredores exclusivos para o transporte público. O novo sistema propõe um trajeto mais rápido, maior conforto e operações mais breves de embarque e desembarque. 

Arborização e Controle da Poluição Atmosférica

Com o objetivo de incrementar a cobertura de vegetação na cidade, a prefeitura criou o Plano de Arborização, que promove a manutenção da biodiversidade e o balanço climático e ambiental. Desde 2014, mais de 21 mil mudas foram plantadas e o objetivo é chegar a 100 mil em dezembro de 2020. 

Em relação à qualidade do ar, a administração municipal lançou a Célula de Controle da Poluição Atmosférica, com monitoramento de potenciais atividades poluidoras e dos gases emitidos pelos corredores do Transfor. 

Saneamento Básico

O Plano Municipal de Saneamento Básico é resultado de uma série de estudos e planos de ações para a universalização do saneamento municipal. Trata-se de uma ferramenta estratégica de planejamento e gerenciamento, que busca adequação com a Política Nacional de Saneamento Básico (Lei 11445/2007). O plano se baseia em abastecimento de água potável, limpeza urbana, gerenciamento de resíduos sólidos, drenagem e gestão de águas pluviais e esgoto sanitário. 

Construção Civil

O Programa Fator Verde se propõe a reconhecer construções e projetos que optem por ações sustentáveis para reduzir os impactos socioambientais e, consequentemente, ampliar a quantidade de vida no ambiente urbano. Entre os critérios analisados, estão: estabelecer parâmetros sustentáveis; promover harmonização entre o ambiental natural e o construído; contribuir para o desenvolvimento de baixo carbono na cidade. 

Agora, Fortaleza espera a análise de um júri internacional de notáveis para descobrir se é um dos três finalistas brasileiros da edição 2017/2018 do Desafio das Cidades. 
Fortaleza apresentou ações sustentáveis em diversas áreas
© Governo Federal Brasileiro Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA