União Europeia e Brasil debatem desperdício de alimentos | WWF Brasil

União Europeia e Brasil debatem desperdício de alimentos



18 Outubro 2017    
Atualmente, em torno de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos é desperdiçado mundialmente a cada ano, o que representa o uso de diversos insumos e recursos naturais em quase 30% da área agricultável da Terra e que está sendo usada para produzir alimentos que acabam no lixo. Ou seja, a pressão que está sendo exercida na Terra pode ser reduzida e é essencial estarmos envolvido nas discussões sobre o tema para alertar, informar e envolver a sociedade para mudarmos essa realidade.
© Shutterstock
Na próxima terça-feira, dia 31, a Embrapa e o WWF-Brasil, por meio da iniciativa #SemDesperdício em parceria com a Delegação da União Europeia, realizarão o Seminário Sem Desperdício, no Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR). O evento faz parte da série “Diálogos Setoriais União Europeia – Brasil” e reunirá especialistas da Dinamarca, Espanha, França, Holanda e Suécia, além de pesquisadores brasileiros e representantes do varejo e indústria nacionais.

Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) no Brasil apresentará o panorama sobre perdas e desperdício na América Latina e serão discutidas estratégias nacionais de combate ao desperdício de alimento, como os bancos de alimentos e a iniciativa “Save Food Brasil”, da qual o WWF-Brasil também faz parte. A partir das experiências europeias, serão apresentadas alternativas implementadas no continente que podem servir de base para a estruturação de ações no Brasil.

As iniciativas na indústria e no varejo serão abordadas como oportunidades de ação, para reduzir as perdas nessas etapas finais da cadeia agroalimentar, tais como o caso do varejo do Rio de Janeiro e da indústria de embalagens do Brasil.

Segundo Carolina Siqueira, analista de conservação do WWF-Brasil, a crescente necessidade por alimentos, principalmente em função de padrões de consumo de países desenvolvidos, é uma das maiores ameaças para o futuro do nosso planeta. “Atualmente, em torno de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos é desperdiçado mundialmente a cada ano, o que representa o uso de diversos insumos e recursos naturais em quase 30% da área agricultável da Terra e que está sendo usada para produzir alimentos que acabam no lixo. Ou seja, a pressão que está sendo exercida na Terra pode ser reduzida e é essencial estarmos envolvido nas discussões sobre o tema para alertar, informar e envolver a sociedade para mudarmos essa realidade”, aponta.

Eneida Zanquetta de Freitas, diretora nacional da iniciativa de apoio aos diálogos Setoriais União Europeia – Brasil explica a importância da troca de experiências entre os países participantes: “As ações da União Europeia já implementadas para combater o desperdício de alimentos, tanto em nível nacional como em nível regional e local, são consideradas boas práticas e podem ser compartilhadas com o Brasil, visando modificar e aprimorar o comportamento e o consumo responsável ao longo de toda a cadeia de valor com benefício final para a sociedade. É nesse contexto que a Iniciativa de Apoio aos Diálogos Setoriais vem facilitar o intercâmbio de conhecimentos e experiências, a fim de obter os resultados esperados”.

Para Gustavo Porpino, líder do projeto e coordenador de Comunicação Mercadológica da Secretaria de Comunicação da Embrapa, a troca de experiências entre Brasil e União Europeia pode influenciar positivamente as políticas públicas relacionadas ao tema e ajudar a estabelecer estratégias ganha-ganha, que sejam benéficas tanto do ponto de vista do varejista quanto para o consumidor. “Podemos, por meio deste diálogo, ajudar a elevar a importância do tema na agenda de prioridades políticas no nosso País. Existem 30 projetos de lei relacionados à redução do desperdício em tramitação no Congresso e os mais bem elaborados precisam avançar para termos a segurança jurídica necessária para fomentar a doação de alimentos e outras ações contra o desperdício”, comenta.

O Seminário terá transmissão online pelo Facebook, nos perfis da Embrapa e da iniciativa #SemDesperdício.

Exposição #SemDesperdício
Durante o evento, haverá também uma exposição da #SemDesperdício para o público do MAR. Em formato de cartazes, as peças apresentam uma releitura de algumas mensagens sobre desperdício de alimentos que a campanha vem difundindo sob os aspectos da segurança alimentar, conservação ambiental e consumo responsável. 

Lançada em 2016 pelo WWF-Brasil, Embrapa e FAO, a #SemDesperdício é uma iniciativa que nasceu para aproximar o tema à vida dos brasileiros, e gerar um impacto positivo na mudança de hábitos do consumo alimentar nacional.
Para saber mais, acesse: www.semdesperdicio.org 

Com informações da Embrapa.
Atualmente, em torno de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos é desperdiçado mundialmente a cada ano, o que representa o uso de diversos insumos e recursos naturais em quase 30% da área agricultável da Terra e que está sendo usada para produzir alimentos que acabam no lixo. Ou seja, a pressão que está sendo exercida na Terra pode ser reduzida e é essencial estarmos envolvido nas discussões sobre o tema para alertar, informar e envolver a sociedade para mudarmos essa realidade.
© Shutterstock Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA