WWF-Brasil organiza oficina sobre frutos do Cerrado | WWF Brasil

WWF-Brasil organiza oficina sobre frutos do Cerrado



10 Maio 2019   |  
A polpa do pequi tem o dobro de vitamina C de uma laranja e é rico também em vitaminas A, E e carotenóides
© André Dib/WWF-Brasil

Renata Peña

O extrativismo vegetal sustentável dos produtos do Cerrado é uma das principais alternativas para manter o “Cerrado em pé”. Além de garantir a conservação do bioma, é uma fonte de renda para as comunidades locais, favorecendo a permanência dos povos tradicionais no Cerrado. Com esse foco, o WWF-Brasil, em parceria com o Istituto Sociedade, População e Natureza (ISPN), Central do Cerrado e o
Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF na sigla em inglês para Critical Ecosystem Partnership Fund), organizam nos dias 13 e 14 de maio, em Brasília, a oficina “Produção e comercialização dos produtos agroextrativistas do Cerrado” para integrantes de organizações e cooperativas de produção agroextrativista, ONGs, órgãos públicos ambientais e universidades.

Para o secretário executivo da Central do Cerrado, Luis Carrazza, a oficina é uma oportunidade de expansão dos negócios. "Esperamos trocar experiências sobre os modelos de produção, planejamento, gestão e comercialização para que possamos aprimorar as estratégias de inserção dos produtos de uso sustentável da biodiverdidade nativa nos mercados", afirma Carraza.  "Isso vai nos ajudar a fortalecer a conservação do Cerrado, os territorios dos povos, as comunidades tradicionais e os modos de vida sustentaveis associados", completa. 

A oficina promoverá a trocas de experiências entre integrantes de organizações parceiras e cooperativas agroextrativistas, identificará os atuais entraves no processo de produção e comercialização, apontará estratégias que devem ser colocadas em prática para o fortalecimento sócio-político-produtivo das organizações que atuam no bioma.


“Esse encontro vai permitir identificar e dar visibilidade às contribuições de diferentes abordagens para o desenvolvimento das cadeias produtivas do Cerrado e ainda apontar recomendações para incidência nas políticas públicas e estratégias coletivas de superação dos entraves e interação com o mercado”, afirma Kolbe Soares, analista de Conservação do WWF-Brasil.

Serviço
Oficina: Produção e comercialização dos produtos agroextrativistas do Cerrado
Data: Dias 13 e 14 de maio
Hora: Das 9h às 17h
Local: Casa de Retiros Assunção, L2 Norte, quadra 611, Brasília – DF

 
 

A polpa do pequi tem o dobro de vitamina C de uma laranja e é rico também em vitaminas A, E e carotenóides
© André Dib/WWF-Brasil Enlarge
O pequi e outros frutos tem sido fonte de renda para as comunidades agroextrativistas
© Thaís Lima/WWF-Brasil Enlarge
O agroextrativismo sustentável permite geração de renda e permanência dos povos tradicionais em suas comunidades
© André Dib/WWF-Brasil Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA