Resultados Hora do Planeta 2019: mais de 180 países se unem para dizer que a natureza importa | WWF Brasil

Resultados Hora do Planeta 2019: mais de 180 países se unem para dizer que a natureza importa



01 Abril 2019   |  
Cristo antes da Hora do Planeta 2019
© Marcelo Freire/WWF-Brasil
Por Bruna M. Cenço

Indivíduos, empresas e cidades em 188 países e territórios em todo o mundo aderiram à Hora do Planeta para falar sobre a natureza e inspirar ações urgentes para o meio ambiente. Enquanto a Hora do Planeta passava ao redor do globo, milhares de monumentos ou pontos importantes apagavam suas luzes em solidariedade ao planeta.

Por meio do apelo global do maior movimento popular pelo meio ambiente, as hashtags #EarthHour e #Connect2Planet se tornaram trend topics em 26 países, com pessoas em todo o mundo gerando mais de 2 bilhões de impressões para mostrar sua preocupação com a natureza. No Brasil, as hashtags #HoradoPlaneta e #ConectadoNoPlaneta tiveram mais de 800 impressões. 

“A participação em massa na Hora do Planeta mostrou que as pessoas demandam globalmente ações urgentes pela natureza”, disse Marco Lambertini, diretor-geral do WWF International.

Do Equador ao Marrocos e à Indonésia, a Hora do Planeta 2019 mobilizou pessoas em todos os continentes para falar sobre questões como estilos de vida sustentáveis, oceanos livres de plástico, desmatamento e conservação da água. Luzes em milhares de monumentos, incluindo a Sydney Opera House (Sydney), Tokyo Skytree (Tóquio), Brandenburg Gate (Berlim), Empire State Building (Nova York), as Pirâmides do Egito (Cairo), Rashtrapati Bhavan (Nova Delhi), a estátua do Cristo Redentor (Rio de Janeiro) e a Torre Eiffel (Paris).

Os impactos da aceleração da perda da natureza e das mudanças climáticas no planeta são sérios, assim como as consequências para a humanidade. Foram várias as personalidades políticas que se pronunciaram a respeito da Hora do Planeta e da importância de proteger a natureza. Entre eles estão: o Secretário-Geral da ONU, António Guterres; Kristalina Georgieva, presidente interina do Banco Mundial; Greta Thunberg, a ativista climática de 16 anos; os cosmonautas da Estação Espacial Internacional; o Primeiro Ministro da Espanha, Pedro Sánchez, além de celebridades como Bear Grylls, Mark Ruffalo, Amitabh Bachchan, Claudia Bahamon, Hebe Tien e Yoko Ono.

A Hora do Planeta no Brasil
O Brasil começou a sediar a Hora do Planeta em 2009 e desde então tem feito isto todos os anos, envolvendo poder público e diferentes setores da sociedade. Em 2019, décima primeira edição do evento no país, foram feitas mais de 1300 inscrições no site oficial da campanha, sendo 147 prefeituras, incluindo todas as capitais; 160 empresas; 71 instituições de ensino, 55 de terceiro setor, 285 inscrições individuais, 20 grupos e 668 grupos de escoteiros. A parceria dos Escoteiros do Brasil envolveu, de acordo com a própria organização, mais de 20 mil crianças e jovens, que promoveram alguma ação para a Hora do Planeta. Entre os monumentos apagados, se destacam o Arco do Anhangabaú (São Paulo), Cristo Redentor e Bondinho (Rio de Janeiro), Congresso Nacional (Brasília), além de diversos outros pontos públicos ou privados.

De acordo com o diretor executivo do WWF-Brasil, Mauricio Voivodic, o grande número de adesões à Hora do Planeta ressalta a importância que a sociedade brasileira dá ao cuidado com a natureza, o que deve fortalecer mais ações ao longo do ano.

“A Hora do Planeta não terminou às 21h30 de sábado. A partir de agora, é importante transformar o apoio em prática: mudar nossos hábitos para diminuir os impactos das nossas ações na natureza”, diz Voivodic. “No dia 5 acontecerá o lançamento do 'Nosso Planeta', nova série da Netflix coproduzida pela Silverback Films em colaboração com o WWF, uma produção fantástica que mostra a riqueza da nossa biodiversidade em todo mundo. Quem puder, assista à série e veja a importância de combatermos as mudanças climáticas e a perda de biodiversidade. Se não agirmos agora, a vida de todo planeta continuará em risco”.

A campanha de 2019 contou com o apoio de jovens da organização Engajamundo e de voluntários, que apoiaram no contato com as prefeituras e no registro das ações no sábado. Celebridades e influenciadores brasileiros também participaram. Além dos cantores Lenine, Ana Rafaela e Gabriel Sater (embaixadores da campanha), a atriz Leandra Leal, a apresentadora Mary Moon, o professor Jubilut e a Turma da Mônica postaram a campanha amplamente em suas redes sociais. Até o momento, já foram quase 500 citações na imprensa.

Outra novidade neste ano foi a realização de cinco eventos pela equipe do WWF-Brasil. Em Brasília, a Hora do Planeta abriu as portas do escritório panda e trouxe mais de mil pessoas para as diferentes atividades, que movimentaram a Asa Sul das 12h às 21h30; em Campo Grande, a pedalada por monumentos históricos reuniu 230 ciclistas; em Rio Branco, foram cerca de 300 pessoas no evento do Palácio Rio Branco; Noronha teve um grupo de 30 crianças envolvidas na atividade de conscientização sobre plástico nas praias e um número semelhante na observação de estrelas à noite. Por fim, São Paulo contou cerca de 100 pessoas presentes no show de luzes na casa Bandeirista (casa histórica, possível de ver de carro na movimentada Av. Faria Lima) e centenas na apresentação da cantora Ana Rafaela (embaixadora da Hora do Planeta) e abertura da banda O Porto no McDonalds da Henrique Schaumann.

Próximos eventos
- Nosso Planeta (série da Netflix): Seguindo os passos da Hora do Planeta, chega a ansiosamente aguardada série Nosso Planeta Netflix, que será lançada em 5 de abril. Os espectadores assistirão a imagens impressionantes e inéditas da vida selvagem e de seus habitats - ao mesmo tempo em que descobrem por que o mundo natural é importante para todos nós e que medidas devem ser tomadas para preservá-lo. Produzido em parceria com a WWF, a série histórica é narrada pelo renomado radialista e historiador natural Sir David Attenborough.
- Desafio das Cidades: Para as cidades, já estão abertas as inscrições para o Desafio das Cidades 2019/2020. A iniciativa, é um projeto internacional capitaneado pelo WWF com apoio do ICLEI e busca incentivar e reconhecer esforços de governos locais rumo a um futuro mais verde e justo. Para esta edição, os temas são eficiência energética em prédios públicos e esforços da cidade para limitar o aquecimento global a 1,5 ºC em média do Período Pré-Industrial.
Hora do Planeta 2020: Para quem já está com saudades, a próxima edição da Hora do Planeta será realizada no sábado dia 28 de março de 2020, às 20h30.
Cristo antes da Hora do Planeta 2019
© Marcelo Freire/WWF-Brasil Enlarge
Em Campo Grande, houve pedalada noturna na Hora do Planeta
© Divulgação Enlarge
Embaixadora da Hora do Planeta, Ana Rafaela fez show ao vivo e gratuito
© WWF-Brasil Enlarge
Casa Bandeirista, em São Paulo
© WWF-Brasil Enlarge
Em Noronha, o dia terminou com caminhada à luz de velas e observação de estrelas
© WWF-Brasil Enlarge
No Acre, foto à luz de velas
© WWF-Brasil Enlarge
Escoteiros em evento da Hora do Planeta em Brasilia
© Divulgação Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA