Ongs e movimentos sociais se retiram da COP 19



21 novembro 2013    
Ongs e movimentos sociais se retiram da COP 19
© WWF-Brasil / Mark Lutes
A Rede WWF, em conjunto com algumas das maiores Organizações Internacionais e movimentos sociais do mundo, deixaram a Conferência do Clima em Varsóvia, na Polônia, na tarde desta quinta (21), em um protesto motivado pela falta de avanço nas negociações do clima. Em nota, a rede WWF divulgou que a COP 19 deveria ter sido um passo importante na transição para um futuro sustentável, mas está no caminho de não apresentar nenhum resultado concreto. Foram observadas algumas ações de países ricos para enfraquecer diretamente a própria UNFCCC, (sigla em inglês para Convenção-quadro das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima). O evento é um importante processo multilateral que deve ser bem-sucedido para encontrar uma solução para a crise climática global.

De acordo com a nota, a Conferência de Varsóvia colocou os interesses das indústrias de energia suja acima dos cidadãos com a realização no mesmo período do evento “Coal&Climate Summit”; com o patrocínio corporativo dos grandes poluidores espalhados por diversos locais da cidade; e com a forte atuação da presidência da Polônia com a indústria do carvão e do gás de xisto. “Quando o Japão anunciou que estava seguindo o Canadá ao retroceder nos compromissos de corte de emissões feitos anteriormente, e a Austrália deu múltiplos sinais de que não estava disposta a levar o processo climático das Nações Unidas a sério, a integridade das negociações ficaram ainda mais comprometidas”, enfatizou o documento.

Sendo assim, organizações e movimentos que representam pessoas de todos os cantos do planeta decidiram retirar-se voluntariamente das negociações sobre o clima de Varsóvia. “A ação teve como foco mobilizar pessoas para pressionar governos a assumirem a liderança para uma ação climática. Vamos trabalhar para transformar nossos sistemas de energia e de alimentos a nível nacional e global e reconstruir um sistema econômico quebrado para criar uma economia sustentável e de baixo carbono, com empregos decentes e meios de subsistência para todos”, afirma Samantha Smith, líder da Iniciativa Global de Clima e Energia da Rede WWF.

As discussões têm sido feitas em um país com mais de 90% de energias fósseis em sua matriz energética. Para a secretária-geral do WWF-Brasil, Maria Cecília Wey de Brito, isso mostra uma divergência na liderança de uma COP que tem a importância de iniciar um processo importante em um contexto de emergência climática. “É clara a falta de coerência nesta COP, além de uma falta de prioridade do governo polonês para uma agenda climática e clara preferência por combustíveis fósseis”, avalia.

A sociedade civil está pronta para se envolver com ministros e delegações que realmente queiram negociar em boa fé. Na Conferência de Varsóvia, os governos dos países ricos não têm nada para oferecer. Muitos governos de países em desenvolvimento também estão lutando e não estão conseguindo defender os direitos e necessidades dos seus povos. É claro que se os países continuarem agindo dessa forma, os próximos dias de negociações não vão resultar nas ações que o mundo está precisando.

O WWF acompanha as conferências de clima da ONU desde o seu início em 1995 e seu processo de criação que começou em 1990. A organização contribuiu com conteúdo técnico e trouxe contribuições para que as negociações avançassem em decisões efetivas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e os impactos das mudanças climáticas no mundo.

Lista das organizações que aderiram ao movimento:

Aksyon Klima Pilipinas
ActionAid
Bolivian Platform on Climate Change
Construyendo Puentes (Latin America)
Friends of the Earth (Europe)
Greenpeace
Ibon International
International Trade Union Confederation
LDC Watch
Oxfam International
Pan African Climate Justice Alliance
Peoples’ Movement on Climate Change (Philippines)
WWF


Ongs e movimentos sociais se retiram da COP 19
© WWF-Brasil / Mark Lutes Enlarge
A COP 19 deveria ter sido um passo importante na transição para um futuro sustentável, mas está no caminho de não apresentar nenhum resultado concreto.
© WWF-Brasil / Mark Lutes Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA