Efetividade de gestão das unidades de conservação federais do Brasil - Implementação do método RAPPAM | WWF Brasil

Efetividade de gestão das unidades de conservação federais do Brasil - Implementação do método RAPPAM



19 junho 2007
Efetividade de Gestão das Unidades de Conservação Federais do Brasil
© WWF-Brasil

Parceria do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) com o WWF-Brasil, a publicação “Efetividade de gestão das unidades de conservação federais do Brasil - Implementação do método RAPPAM” apresenta resultados da aplicação da metodologia em 246 unidades de conservação federais, durante outubro de 2005 e dezembro de 2006. A ação atende ao Programa de Trabalho para as Áreas Protegidas da Convenção sobre a Diversidade Biológica, que desde 2004, requer que os países signatários realizem a avaliação da efetividade do manejo de seus sistemas de áreas protegidas até 2010.

Desenvolvido pela Rede WWF, o RAPPAM (Rapid Assessment and Priorization of Protected Area Management/ Avaliação rápida e priorização da gestão de unidades de conservação) permite a avaliação rápida e priorização do manejo em unidades de conservação. O método foi implementado com a aplicação de questionários em oficinas com os gestores, funcionários e demais colaboradores das unidades avaliadas. As respostas, analisadas por equipe técnica, resultaram na visualização e sistematização dos pontos fortes e dos pontos a serem melhorados na gestão do sistema. Na continuidade, a análise foi discutida em oficinas com os gestores das unidades de conservação, resultando em informações e recomendações para auxiliar os órgãos responsáveis na gestão do sistema e no processo de melhoria da sua efetividade.

A publicação foi lançada durante o V Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, realizado em Foz do Iguaçu (PR), entre 17 e 21 de junho de 2007, após a realização de seminário, no qual experiências feitas no Brasil com diferentes tipos de ferramentas de avaliação de efetividade da gestão das unidades de conservação foram discutidos.

DOE AGORA
DOE AGORA