JOVENS BRASILEIROS NA COP26

29 outubro 2021

BITATÉ URU-EU-WAU-WAU: tem 21 anos e mora no estado de Rondônia. Presidente da Associação do Povo Indígena Uru-eu-wau-wau, é responsável pelo monitoramento do território onde vive, com a utilização de ferramentas tecnológicas, como drones, a fim de dar mais consistência às denúncias de crimes ambientais aos órgãos de controle e também monitorar a biodiversidade da região.

A TI Uru-eu-wau-wau possui 1.867.117 hectares e é uma das mais importantes de Rondônia por sua biodiversidade e por abrigar as nascentes dos principais rios do estado.

Bitaté cresceu vendo seu pai e outros líderes indígenas protegendo o território e afastando intrusos. Aos 13 anos, passou a atuar na defesa da TI. Para ele, proteger a floresta é uma forma de dar continuidade ao trabalho de seus ancestrais. Bitaté também é um comunicador indígena e se dedica à fotografia.


ENGAJAMUNDO


BRUNA VALENÇA: 22 anos, nascida e criada na zona oeste do Rio de Janeiro, em um bairro periférico chamado Santa Cruz. Ativista socioambiental, técnica em meio ambiente e graduanda em Engenharia Florestal na UFRRJ. A paixão por trabalhar com clima surgiu durante um voluntariado do ICMBio na Amazônia, onde pôde participar de um projeto de fertilização chamado AFEX, no Instituto de Pesquisas da Amazônia. Atualmente trabalha com REDD+ como estagiária no programa REDD para Pioneiros (REM-MT) no Fundo Brasileiro para Biodiversidade e é Articuladora Nacional do Engajamundo onde cocoordenou o Brota no Clima, um programa de Educação Climática para jovens periféricos da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Também fez parte do programa SDG Students da SDSN Youth, sendo coordenadora do primeiro HUB sobre os ODS na UFRRJ.

CAMILLE CRISTINA: 18 anos, é da periferia de São Paulo e estudante de Relações Internacionais. Atua com a pauta ambiental desde 2020, ano em que se juntou ao Engajamundo. Com formação em economia circular pela Universidad Externado de Colômbia, fellowship na organização Youth Climate Leaders e contato com sustentabilidade corporativa, tem como sonho um mundo de justiça e progresso. Apaixonada por justiça social e ambiental, e, além de ser articuladora do subgrupo de advocacy do Engajamundo, também atua em projetos voluntários voltados a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Lidera o coletivo negro e indígena de sua faculdade, que idealizou e cofundou.

CAROLINA OLIVEIRA DIAS: 21 anos, de Caçapava do Sul, cidade do interior do pampa do Rio Grande do Sul. É graduanda em Ciência Política e articuladora do Engajamundo dentro do GT de Clima. Se engaja principalmente nas pautas relacionadas a sistemas alimentares sustentáveis com enfoque no direito humano à alimentação e políticas públicas nos temas transversais.

Em 2020, foi delegada do Brasil na MockCOP26, simulação jovem da conferência. Dentro do Engaja, faz parte dos subgrupos de educação e advocacy, tendo construído conjuntamente a Visão das Juventudes do Engajamundo para o Desenvolvimento do Brasil nos temas de campo, florestas e ecossistemas aquáticos.

Sendo interessada pela pauta climática e social desde pequena e vendo afeto na cozinha, uniu as duas paixões e têm como visão que o acesso à alimentação saudável e natural para todos é parte essencial da luta por justiça socioclimática. Atualmente também coordena conjuntamente a delegação do Engajamundo para a COP26.

CELINA MARIA MÜLLER FERREIRA PINAGÉ: É ativista pelo clima e pela biodiversidade, luta em prol da sustentabilidade e conservação da região Amazônica. Tem 22 anos e é nortista, residente de Manaus, Amazonas. Autista e ativista pelos direitos das pessoas com deficiência, engaja para que a pauta climática e ambiental possa vir a se tornar justa, acessível e inclusiva.

DARLLY TUPINAMBÁ: 21 anos, mora em Santarém, no Pará. É  acadêmica de Serviço Social, atualmente Conselheira Nacional da/e Juventude - CONJUVE MMFDH, articuladora Nacional da rede de jovens Engajamundo, na qual faz parte dos grupos de trabalho de Biodiversidade,Clima e Gênero. É fiscal na Associação de Mulheres Indígenas Suraras do Tapajós, voluntária no Projeto Saúde e alegria, ativista indígena, atuando na causa ambiental e nos direitos dos povos originários desde os 14 anos de idade. A luta por justiça climática está presente desde sempre na sua vida e do seu povo. Lutar pela floresta em pé, é lutar pela vida. Ter onde viver e o que comer, é a luta, é a causa que ela defende.

FRANCES ANDRADE: 25 anos, nascido e criado no alto sertão sergipano do município de Nossa Senhora da Glória. Engenheiro florestal, ativista e socioambientalista para um planeta mais justo e sustentável. A pauta de clima vem desde muito cedo, observando a dinâmica do sertão e do bioma caatinga, e o quanto queria mudar a situação daquela região historicamente vulnerável e que se encontra em um contexto preocupante de exploração de recursos florestais e degradação do solo. Hoje, participa ativamente de duas redes de juventudes. A Engajamundo, onde já coordenou o grupo de trabalho de biodiversidade e faz parte da delegação oficial da COP26. E a Global Youth Biodiversity Network,coordenando o capítulo nacional brasileiro e do grupo de especialistas em restauração. Além disso, integra o programa de ativismo climático, o MUVUCA, da organização NOSSAS e faz parte da força tarefa juvenil da década da ONU.

GISELLI CAVALCANTI: 27 anos, é formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com graduação em Psicologia (2016) e mestrado em Psicologia Ambiental (2019), sendo psicóloga ambiental de formação e ativista climática de jornada. Atualmente trabalha como coordenadora do Grupo de Trabalho de Clima do Engajamundo - rede de liderança jovem que tem como missão aproximar as pautas socioambientais das juventudes brasileiras, e como Estrategista de Campanhas do WWF-Brasil. Aprendeu que boa parte da transformação que busca no mundo vem daquilo que é criado em coletivo, por isso se identifico e busca construir ativamente ambientes que impulsionam uma atuação colaborativa e o desenvolvimento de potenciais da rede. Por isso, nos últimos cinco anos vem se dedicando à pauta climática, especialmente às questões de educação e justiça climática e inserção de jovens em espaços de tomada de decisão, tendo como visão um debate climático mais democrático, participativo e conectado com as diferentes realidades sociais. Neste sentido, planejou e executou projetos, campanhas e ações de ativismo, sendo também parte da delegação de jovens brasileiros na COP25 de Madrid, em 2019. Em 2021, coordena a delegação de 13 jovens para a COP26.

ISVILAINE DA SILVA CONCEIÇÃO: 25 anos, é de Passa Três, Rio de Janeiro. É ativista por Justiça Climática, Racial e de Gênero. Formada em Engenharia Ambiental, é fundadora do Ambientalking, iniciativa que visa racializar as pautas socioambientais por meio de informações e fomento de diálogo, buscando a interseccionalidade da pauta socioambientais. Acredita que sem justiça social e racial não existe justiça ambiental. Luta por um mundo ecologicamente saudável para TODOS.

JACIARA BORARI: Do povo Borari da aldeia Alter do Chão, no Pará, tem 25 anos, é acadêmica de Antropologia na Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), faz parte da diretoria da Associação de Mulheres Indígenas Suraras do Tapajós, que busca combater a violência contra a mulher indígena e o racismo. Também é membra do Instituto Território das Artes (ITA) e vice na Frente Popular da Juventude Santarena. Atua como ativista desde de pequena junto aos seus pais no movimento indígena e também em defesa do meio ambiente. É articuladora no Engajamundo pelo NL Engajajós, facilitadora no projeto Engaja na Amazônia.

MIRELA COELHO PITA: 20 anos, nascida e criada em Feira de Santana, na Bahia. Graduanda do Bacharelado Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), almejando a terminalidade Engenharia de Energia. Começou a atuar com o ativismo climático em 2019 quando se tornou voluntária do Engajamundo, mas antes disso já trabalhava em projetos e iniciativas com temáticas socioambientais na sua cidade, dentre elas o georreferenciamento de nascentes degradadas para posteriores ações de revitalização e proteção. Organizou as primeiras Greves pelo Clima em Feira de Santana e, entre os anos de 2020 e 2021, foi coordenadora da campanha de arborização do Engajamundo, a Plantaê. Esteve numa conferência da ONU pela primeira vez em 2019, a Climate Week Salvador-BA, e agora se prepara para estar na COP26 em Glasgow.

Atualmente, é voluntária do grupo de trabalho de mudanças climáticas e estuda a comunicação como forma de mobilização para ação climática, trabalhando com a organização da comunicação da rede Engajamundo em conjunto com os coordenadores.Compõe o time representante do Engaja na Jornada de comunicação focada em audiências da Diálogo Brasil, onde aprende ferramentas de comunicação estratégica e desenvolvimento de campanhas. Tem como demanda prioritária a aproximação das juventudes periféricas das pautas socioambientais.

PAULO RICARDO: 27 anos, nascido e criado em Feira de Santana, interior da Bahia. É coordenador do grupo de trabalho de Mudanças Climáticas do Engajamundo e bacharelando em Ciências Humanas na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, além de trabalhar como Campaigner na Purpose, desenvolvendo estratégias e táticas para campanhas ambientais para organizações do terceiro setor. Fez parte da delegação oficial brasileira em três conferências das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas da ONU, a COP24, a COP25 e a LACCW (Climate Week). Em 2021, foi um dos jovens brasileiros envolvidos no processo contra o governo brasileiro pela  “pedalada climática” e atualmente também coordena a delegação de jovens do Engajamundo para a COP26. Apaixonado pela a vida e ativista climático, luta por uma uma sociedade justa e igualitária.  Está em busca de um mundo um pouco melhor.

SAMARA ASSUNÇÃO: 21 anos, é de Feira de Santana, na Bahia. É graduanda no Bacharelado Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade pela Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), articuladora nacional do Engajamundo, facilitadora de produção de roteiro e gravação do podcast Pimenta pra Jovem é Refresco. Produtora e roteirista do ZAPmenta, social media junior na QUID, cofundadora do Coletivo de mulheres Tereza de Benguela (CMTB). É parte do Grupo de Trabalho sobre Mudanças Climáticas do Engajamundo e do programa de ativismo climático do Nossas, o MUVUCA. Ativista pelo clima, por igualdade racial e de gênero. Acredita que não é possível falar de pautas socioambientais sem a interseccionalidade e que a Educação e Comunicação com propósito junto à mobilização podem solucionar os maiores problemas sociais e ambientais do Brasil. Enquanto houver injustiças, seguirá na luta.
 
TXAI SURUÍ: Walelasoetxeige Suruí, conhecida como Txai Suruí, tem 24 anos e mora no estado de Rondônia, Brasil. É do povo Paiter Suruí e fundadora do Movimento da Juventude Indígena no estado. Txai é estudante de Direito e trabalha no departamento jurídico da Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé, entidade considerada referência em assuntos relacionados à causa indígena.

Ela também é uma jovem representante da Guardians of the Forest - uma aliança de comunidades que protege as florestas tropicais ao redor do mundo - e conselheira da Aliança Global “Amplificando Vozes para Ação Climática Justa”. Txai também tem atuado como voluntária da organização Engajamundo, e foi representante de seu povo na Conferência do Clima da ONU - COP25, em Madri.

Txai se tornou ativista desde cedo, inspirada pelos pais - o cacique Almir Suruí e a indigenista Ivaneide Bandeira Cardozo, conhecida como Neidinha Suruí. Também atuou no movimento estudantil, como primeira reitora indígena do Centro Acadêmico de Direito da Universidade Federal de Rondônia. Ela trabalha por uma floresta em pé, pelos direitos humanos e pela justiça ambiental e social para todos. Faz parte do Conselho Deliberativo do WWF-Brasil.
Bitaté Uru-Eu-Wau-Wau
© Marizilda Cruppe / WWF-UK
Bruna Valença
© Divulgação
Camille Cristina
© Divulgação
Carolina Oliveira Dias
© Divulgação
Celina Maria Müller Ferreira Pinagé
© Divulgação
Darlly Tupinambá
© Divulgação
Frances Andrade
© Divulgação
Giselli Cavalcanti
© Divulgação
Isvilaine da Silva Conceição
© Divulgação
Jaciara Borari
© Divulgação
Mirela Coelho Pita
© Divulgação
Paulo Ricardo
© Divulgação
Samara Assunção
© Divulgação
Txai Suruí
© Mboakara Uru-eu-wau-wau
DOE AGORA
DOE AGORA