Pescadores criaram métodos alternativos de coleta de petróleo



11 março 2021    
Terceiro episódio da série “Vidas sob o mar de petróleo” mostra como pescadores se estruturaram para combater o avanço do petróleo
© WWF-Brasil
Troca de experiências ajudou a conter o avanço das manchas

Por Douglas Santos


No sul da Bahia, assim como em boa parte do litoral brasileiro, milhares de pessoas vivem do sustento do mar. É um setor tão fundamental que emprega direta e indiretamente mais de 3 milhões de pessoas e gira mais de 3 bilhões de reais anualmente. 

Porém, em agosto de 2019, boa parte desses profissionais precisou lidar com um problema bastante diferente: um vazamento de petróleo. Essa é a história do terceiro episódio da série de vídeos “Vidas sob o Mar de Petróleo”.



Pescadores da região de Canavieras, na Bahia desenvolveram técnicas com o que tinham nas mãos, como lonas, redes de pesca ou telas (tipo mosquiteiro) para retirar o material da água. Assim como eles, diversos outros pescadores ao longo da costa montaram armadilhas fixas para captura do óleo, formadas por uma série de redes armadas em espiga ao longo do canal, em um formato capaz de prender o óleo, mas não o peixe.

Esses ensinamentos foram registrados e compartilhados no guia “Como ‘pescar’ óleo”, uma produção realizada pelo Comando Unificado da Bahia com a organização de especialistas como o professor George Olavo, do LABPESCA (Laboratório de Biologia Pesqueira) da UEFS (Universidade Estadual de Feira de Santana), e Miguel Accioly, do MARSOL (Laboratório de Gestão Territorial e Educação Popular) da UFBA (Universidade Federal da Bahia), com a colaboração de pescadores tradicionais e de gestores das áreas protegidas APA Tinharé-Boipeba, APA Itacaré-Serra Grande e da RESEX de Canavieiras.

De acordo com Anna Carolina Lobo, gerente de conservação do WWF-Brasil, o país avançou na organização de ONGs, conexão com voluntários e os EPIs mais indicados para a situação. “Na época foi muito duro. Tínhamos grupos no whatsapp de pessoas que queriam ir para campo para fazer algo, mas que não tinham conhecimento nem EPIs para agir. E no mangue, não tinha nem protocolo de como limpar. Fomos aprendendo fazendo, sobretudo com parcerias”, conta.

Para assistir a todos os episódios da série “Vidas Sob o Mar de Petróleo”, acesse a playlist completa no Youtube.
Terceiro episódio da série “Vidas sob o mar de petróleo” mostra como pescadores se estruturaram para combater o avanço do petróleo
© WWF-Brasil Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA