Comunidades de MG ganham cisterna e galpão comunitário



17 dezembro 2019    
Oitenta crianças e 10 professores da Escola Municipal Pedro Saturnino acabam de ser beneficiados com um sistema de captação de água de chuva
© Nacip Gomez/WWF-Brasil
Por WWF-Brasil 

Mais de duas mil pessoas dos municípios de Jequitibá e Sete Lagoas, em Minas Gerais, acabam de ser beneficiadas com ações que, ao mesmo tempo, geram emprego e renda, conservam o meio ambiente e garantem segurança hídrica à bacia hidrográfica do Ribeirão do Jequitibá. Uma cisterna para captação da água da chuva e um galpão para armazenagem e tratamento de hortaliças foram entregues esta semana pelo Projeto Bacias, parceria entre WWF-Brasil e a Ambev desde 2010.

A cisterna, instalada numa escola municipal de Jequitibá, funciona assim: a água da chuva cai nas calhas instaladas no telhado, passa por um filtro que elimina as impurezas e é armazenada numa cisterna. Depois, ela pode ser utilizada nas atividades de limpeza e também para regar plantas e frutíferas. Esse sistema vai beneficiar 80 crianças e 10 funcionários da Escola Municipal Pedro Saturnino.

A analista de Conservação do WWF-Brasil, Ana Cláudia Moura, responsável pelo projeto, diz que o sistema de captação de água da chuva vai alertar a comunidade sobre a necessidade de conservar rios e nascentes e fazer o reaproveitamento de água.

“A instalação de uma cisterna tem custo relativamente baixo e é muito útil para as pessoas – porque representa uma segurança hídrica – e também para o meio ambiente porque representa um alivio no consumo de água, uma economia de 50%, neste caso específico, e diminui o volume de água da chuva no esgoto”, afirma Ana Cláudia. “Além disso, é uma forma de mobilização social e educação ambiental porque permite difundir conhecimento sobre como reutilizar melhor um recurso escasso como a água por meio de uma unidade demonstrativa”, completa a analista do WWF-Brasil.
 
Durante a entrega e instalação da cisterna, o WWF-Brasil organizou também o plantio de um pomar no pátio da escola e uma roda de conversa com a comunidade escolar sobre saberes tradicionais. Além da Ambev, a ação contou com o apoio das empresas Mais Ambiente, Solaris Instituto Socioambiental e Prefeitura de Jequitibá.
 
Já na comunidade de Cidade de Deus, no município de Sete Lagoas, o Projeto Bacias entregou um galpão para armazenagem e higienização de hortaliças provenientes de uma horta comunitária, em que trabalham 30 famílias, mais de 150 pessoas. “Esse espaço, além de melhorar as condições de trabalho dos pequenos produtores rurais, vai servir de local de reunião da comunidade e de capacitação e treinamento”, conta a Ana Cláudia. "Essa entrega foi interessante porque uniou diversas organizações em prol do meio ambiente e da comunidade local. Além do WWF-Brasil e da Ambev, contamos com o apoio da Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural), da prefeitura de Sete Lagoas e a empresa privada Brenan Cimentos, que fez a doação de todo o cimento utilizado na obra. 
 
O Projeto Bacias
A parceria entre o WWF-Brasil e a Ambev começou em 2010 e desde então vem se consolidando. O objetivo do Projeto é preservar bacias hidrográficas e aumentar a disponibilidade hídrica no país. A primeira edição do projeto (2010-2014) foi realizada na microbacia do córrego Crispim, onde existia a fábrica do Gama/DF.

Com base nos resultados alcançados, o Projeto Bacias se estruturou e ganhou forma; cresceu e foi levado a filial Nova Minas da AMBEV, localizada no município de Sete Lagoas/MG, a 60 km ao norte da capital mineira, Belo Horizonte.
 
O atual Projeto Bacias tem o intuito de promover a recuperação ambiental e a sensibilização dos usuários de recursos hídricos de toda a bacia do Ribeirão Jequitibá, a fim de melhorar a recarga hídrica e contribuir para reverter os riscos de indisponibilidade de água na região, por meio de investimentos na gestão sustentável da água e no manejo integrado da bacia hidrográfica. 
 
 
Oitenta crianças e 10 professores da Escola Municipal Pedro Saturnino acabam de ser beneficiados com um sistema de captação de água de chuva
© Nacip Gomez/WWF-Brasil Enlarge
A analista de conservação do WWF-Brasil, Ana Cláudia Moura, falou sobre segurança hídrica e os benefícios de uma cisterna para o meio ambiente
© Nacip Gomez/WWF-Brasil Enlarge
A parceria entre o WWF-Brasil e a Ambev começou em 2010
© Nacip Gomez/WWF-Brasil Enlarge
O galpão vai servir de local de reunião da comunidade e de capacitação e treinamento
© Nacip Gomez/WWF-Brasil Enlarge
Na horta, trabalham mais de 30 famílias
© Nacip Gomez/WWF-Brasil Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA