Caminhada noturna sensibiliza para mudanças de hábito e a conservação do planeta



28 outubro 2018    
O nascimento da lua surpreendeu a todos
© Sérgio Espada/ICMBio
Por Juliana Marinho

Em outubro ocorreu mais uma edição da Caminhada Ecológica Noturna, projeto apoiado pelo WWF-Brasil em parceria com o grupo de astronomia da escola da ilha, Noronha nas Estrelas; a Associação de Condutores de Turismo e o ICMBio. Dessa vez, o destino final foi o Forte São Joaquim do Sueste, dentro do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, para contemplar o nascer da Lua. Esse é um dos 12 fortes construídos pelos portugueses para proteger o Arquipélago. Atualmente se encontra em ruínas e presenteia os visitantes com uma enorme vista da Baía.
 
“Essas caminhadas têm como objetivo aproximar moradores e visitantes das unidades de conservação da ilha (APA e Parque) utilizando a ciência, em especial a astronomia, como ferramenta de sensibilização ambiental”, avalia Vithor Macêdo, professor da EREM-FN. A caminhada noturna também desperta a curiosidade do público que vê uma oportunidade de conhecer esses locais onde só acessam durante o dia.
 
A atividade se iniciou com uma breve apresentação das equipes e regras da atividade, e logo condutores credenciados orientaram o público pela trilha. Durante a caminhada, os participantes puderam observar bem a luminosidade gerada na parte urbana na ilha, já que a claridade gera um jogo de luzes e sombras dentro da área do Parque.

No Forte, o grupo Noronha nas Estrelas fez um momento de “aclimatação”, que segundo Vithor procura “acostumar a visão ao ambiente escuro”. Durante esse momento, todos foram surpreendidos pelo nascer da Lua, que estava com uma coloração vermelha intensa e trouxe ao público um momento de silêncio e contemplação. Algum tempo depois, o grupo fez um bate-papo sobre o Sistema Solar e suas curiosidades. No final da atividade, os alunos apontaram o quão peculiar é o planeta Terra, e o quanto devemos protegê-lo. “A mudança para um planeta mais sustentável deve começar com uma mudança nos hábitos de consumo e o repensar  de nossas atitudes”, concluíram.
O nascimento da lua surpreendeu a todos
© Sérgio Espada/ICMBio Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA