Januária e São João das Missões aderem à Hora do Planeta 2018 e realizam evento



23 março 2018    
A Hora do Planeta já faz parte da agenda do município, que se junta às dezenas de cidades brasileiras no ato de apagar as luzes
© Divulgação/WWF-Brasil
As cidades norte-mineiras de Januária e São João das Missões, que fazem parte do Mosaico Sertão Veredas Peruaçu, participarão pelo quarto ano consecutivo da maior campanha de proteção ambiental, a Hora do Planeta.
 
A edição de 2018 acontecerá no dia 24 de março e tem como objetivo chamar a atenção para as mudanças climáticas que estão ocorrendo no Planeta, exigindo solução urgente para a questão.
 
Até o momento, 70 cidades brasileiras já confirmaram participação neste ato voluntário e simbólico. Mais uma vez, os prédios da prefeitura de Januária e São João das Missões irão apagar suas luzes por sessenta minutos, de 20h30 às 21h30, onde também acontecerá atividades culturais e será feita a distribuição de mudas de espécies nativas do Cerrado.
 
A Hora do Planeta já faz parte da agenda dos municípios, que se junta às dezenas de cidades brasileiras que veem num dos últimos sábados de março uma oportunidade para promover a preocupação com o meio ambiente. Ao todo já são mais de 300 monumentos confirmados na campanha. Entre eles, estão as maiores cidades do país, com São Paulo, que terá o desligamento da Fonte Multimídia, no Ibirapuera, Rio de Janeiro, com o Cristo, Pão de Açúcar e Bondinho, Brasília com o prédio da Câmara dos Deputados, além de muitas outras (veja o mapa completo na home do site www.horadoplaneta.org.br).
 
O movimento nasceu em 2007, na Austrália e há dez edições (desde 2009) é celebrado no Brasil. A partir de 2018, a estratégia da Hora do Planeta está voltada para a relação dos nossos hábitos com as mudanças do clima e seu impacto na biodiversidade.
 
De acordo com o diretor-executivo do WWF-Brasil, Mauricio Voivodic, “a Hora do Planeta se torna cada vez mais uma data forte para se trabalhar os assuntos de sustentabilidade. Não são somente sessenta minutos de luzes apagadas, mas um momento de reflexão sobre o que podemos fazer e quais hábitos podemos mudar no resto do ano em prol do planeta”.
 
Mauricio destaca ainda que nossas atitudes diárias têm um grande potencial para a diminuição de impactos ao meio ambiente. “Cerca de 30% de todo o alimento produzido no mundo é desperdiçado. Isto significa área plantada, água, nutrientes, energia para transporte e armazenamento e muitos outros recursos que vão para o lixo e ainda geram emissões de gases de efeito estufa. A alimentação é só um exemplo. Cada atitude conta, cada escolha conta. É este o lembrete da Hora do Planeta”.
 
Mosaico Sertão Veredas-Peruaçu

O Mosaico Sertão Veredas Peruaçu representa a maior área de Cerrado natural preservada em Minas Gerais, sendo responsável por 8% da área conservada do bioma no Brasil. É composto por 11 Unidades de Conservação, terras indígenas e territórios quilombolas. Abriga paisagens exuberantes, como as veredas, pântanos, carrascos, cavernas, pinturas rupestres, plantas raras, animais ameaçados de extinção, além de inúmeras nascentes de água que alimentam importantes tributários do Rio São Francisco.
 
Por meio do Projeto Sertões e do Projeto CEPF, o WWF-Brasil apoia a estruturação e implementação de atividades no Mosaico, especialmente em suas unidades de conservação e seus respectivos entorno, modelos de produção mais sustentáveis e aproveitamento sustentável dos recursos do cerrado através do extrativismo vegetal.
 
As ações contam com apoio de diversos parceiros de distintas esferas (governamental, não governamental, cooperativas, associações, instituições de ensino).
A Hora do Planeta já faz parte da agenda do município, que se junta às dezenas de cidades brasileiras no ato de apagar as luzes
© Divulgação/WWF-Brasil Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA