“O bom uso da madeira pode ser a base para a promoção de um desenvolvimento social e sustentável”, diz especialista



08 novembro 2016    
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
© Alan Santos / Casapark
O uso responsável da madeira em sistemas construtivos e as possibilidades de utilizá-la como ferramenta de promoção de desenvolvimento social e ambiental foram os motes da segunda etapa do ciclo de palestras “Madeira na Construção – Material do Futuro”, promovido pelo WWF-Brasil e pelo shopping CasaPark em Brasília (DF).

Ocorrida na última semana de outubro, esta segunda etapa contou com palestras que trataram do tema “Madeira Tropical e Desenvolvimento Sustentável” e com visitas técnicas, que conduziram os participantes à sede original do Iate Clube de Brasília e ao Clube do Congresso – dois espaços que utilizam madeira em sua composição e que podem servir de inspiração aos jovens arquitetos, engenheiros e urbanistas participantes das atividades.  

Assista aqui ao vídeo "Por que usar madeira na construção?"

Potencial

A primeira palestra, que aconteceu no auditório da Livraria Cultura do shopping CasaPark, foi proferida pelo arquiteto, urbanista e professor Marcos Acayaba. Um dos maiores arquitetos brasileiros com projeção internacional, Acayaba fez um apanhado de vários projetos seus. A Residência Olga, inaugurada em 1991, feita em madeira, é uma das grandes obras dele, muito divulgada dentro e fora do Brasil e prova do potencial da madeira como matéria-prima para os processos construtivos. 

A outra palestra foi proferida pelo engenheiro Júlio Eustáquio. Ele também apresentou seus projetos – que tem, como diferencial, o fato de terem sido realizados em áreas protegidas ou com condições geográficas bem distintas, como o Atol das Rocas, a Antártida e Fernando de Noronha. Ele explicou como teve que lidar com questões como mar, salinidade e com o fato de executar obras em lugares onde as condições não eram as mais favoráveis e com uma boa dose de experimentação.

Utilizada da maneira adequada, a madeira reduz o tempo de construção; promove a diminuição do tempo e de resíduos no canteiro de obras e dá efeito visual diferenciado às estruturas que compõe. Ela também é um material mais leve e de fácil manuseio.

Além disso, a madeira pode ajudar na gestão e conservação das florestas brasileiras; auxilia na manutenção da biodiversidade e é uma ferramenta no combate aos prejuízos causados pelas mudanças climáticas – a madeira estoca carbono que seria lançado na atmosfera e agravaria os problemas climáticos existentes hoje.

Desenvolvimento

Para uma das organizadoras da atividade, a arquiteta LEED Alessandra Barassi, este ciclo de palestras surgiu para mostrar como a madeira, se bem utilizada nos sistemas construtivos, pode ajudar a promover o desenvolvimento social e sustentável.

“O uso responsável da madeira protege as florestas e pode gerar renda em comunidades tradicionais. Ele pode vir a ser a base para a promoção de um desenvolvimento social e sustentável”, afirmou Alessandra. 

Programação

O ciclo de palestras continua em novembro. No dia 25, ocorre o momento chamado “Altas Tecnologias em Madeira”, que vai contar com palestras de Jaime Almeida e Ivo Mairenes, no auditório da Livraria Cultura do Casapark. No dia 26, acontecem as visitas técnicas, que desta vez vão ao Parque de Exposições da Granja do Torto e ao Centro de Pesquisas e Aplicação de Bambus e Fibras Naturais – esta visita vai contar ainda com a presença do professor convidado Ivan do Vale. Mais informações, assim como as inscrições para esses eventos, podem ser obtidas pelo e-mail contato@spirale.arq.br.  
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
© Alan Santos / Casapark Enlarge
A Residência Olga, inaugurada em 1991, é uma das obras brasileiras feitas em madeira mais famosas do País
A Residência Olga, inaugurada em 1991, é uma das obras brasileiras feitas em madeira mais famosas do País
© Divulgação/ ITA Construtora Enlarge
Cerca de 30 pessoas participaram das visitas técnicas, que foram à sede original do Iate Clube de Brasília e ao Clube do Congresso
Cerca de 30 pessoas participaram das visitas técnicas, que foram à sede original do Iate Clube de Brasília e ao Clube do Congresso
© WWF-Brasil/ Ana Paula Silva Enlarge
Durante as visitas técnicas, os participantes visitaram locais construídos com madeiras para ter contato com técnicas e procedimentos específicos
Durante as visitas técnicas, os participantes visitaram locais construídos com madeiras para ter contato com técnicas e procedimentos específicos
© WWF-Brasil/ Ana Paula Silva Enlarge
Os organizadores e palestrantes, da esquerda para a direita: Roberto Lecomte, Marcos Acayaba, Júlio Eustáquio e Ricardo Russo, do WWF-Brasil
Os organizadores e palestrantes, da esquerda para a direita: Roberto Lecomte, Marcos Acayaba, Júlio Eustáquio e Ricardo Russo, do WWF-Brasil
© Alan Santos / Casapark Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA