WWF divulga suas expectativas para a COP22



04 novembro 2016    
COP22 deve esclarecer regras de implementação e definir caminho para aumento de ambição
© Divulgação
O dia 4 de novembro de 2016 entrará para a história como a data em que o primeiro acordo mundial para o clima tornou-se legalmente vinculante. Até chegar a este marco, foram precisos anos de negociações e pequenos avanços, que agora podem ganhar um fôlego ainda maior, já que em apenas três dias, começa a nova conferência da ONU para as Mudanças Climáticas, a COP22, em Marrakesh, no Marrocos.

Agora que o Acordo já está em vigor, as conversações devem esclarecer as regras de implementação e definir o caminho para compromissos climáticos ambiciosos e acelerados.

De acordo com o líder da prática de Clima e Energia do WWF-Internacional, Manuel Pulgar-Vigal, Marrakesh será o momento de se focar nos negócios, esclarecendo regras e dando a oportunidade de governos, empresas, cidades, e outros setores de fazerem compromissos cada vez mais ambiciosos. “Devemos deixar essas negociações com uma estrutura mais sólida, mas sabendo que já temos todo o poder de criar o mundo que precisamos", disse Pulgar-Vidal.

O Acordo de Paris é o guia mundial para a ação climática. Passamos de um período de promessas para uma era de ação. Agora, devemos responsabilizar os líderes para que cumpram os compromissos de limitar o aumento das temperaturas globais.

"As decisões tomadas nos próximos anos determinarão em grande parte se seremos capazes de atingir o limite de aquecimento de 1,5° C acordado em Paris ou se tomarmos a inimaginável opção de passar acima dele", continuou o líder de Clima e Energia.

O WWF criou um documento com os principais pedidos para a COP22, com destaques para o que considera importante para os negociadores focarem. Veja alguns dos principais pontos:
  • Criar diretrizes mais claras para este novo acordo global: Com o Acordo de Paris temos um plano de ação, mas ainda não finalizamos as regras que regerão esse plano. Todas as partes envolvidas precisam deixar a COP22 com maior clareza sobre o processo e como podem se reunir e melhorar seus compromissos climáticos atuais, para que possamos cumprir com sucesso a promessa do Acordo de Paris.
  • Destacar o papel da colaboração entre atores estatais e não estatais: Muitos atores não estatais estão tomando medidas agora e isso deve enviar um sinal para que os países adotem ações mais ousadas antes de 2020 e aproveitem esse progresso nos próximos anos.
  • Destacar a importância do momento de 2018 e a necessidade de acelerar a ambição antes desta data: 2018 é a próxima oportunidade global para fazer um balanço dos progressos no cumprimento dos objetivos de Paris e se mobilizar para planos climáticos mais ambiciosos. Existem oportunidades adicionais de capitalização que dependem da liderança individual de cada país e da cooperação entre os países, o que é crítico para desencadear um potencial de mitigação adicional. A aceleração da ambição antes de 2020 - quando a próxima rodada de compromissos climáticos entrar em vigor - será crucial para fechar o fosso entre as promessas existentes de ação climática e o que precisamos fazer para reduzir as emissões para manter o aquecimento abaixo de 1,5°C e evitar os piores impactos de das Mudanças Climáticas.
Para ter acesso ao documento completo dos pedidos do WWF internacional para a COP22, clique aqui
COP22 deve esclarecer regras de implementação e definir caminho para aumento de ambição
© Divulgação Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA