Publicação reúne experiências sobre zoneamento em Unidades de Conservação



14 outubro 2015    
Capa do livro Lições Aprendidas sobre Zoneamento em Unidades de Conservação
Capa do livro Lições Aprendidas sobre Zoneamento em Unidades de Conservação
© Divulgação
Cientistas, estudiosos e pesquisadores que trabalham com o zoneamento de Unidades de Conservação têm, a partir deste mês, mais uma opção de leitura e pesquisa sobre este tema.
 
Isso porque o WWF-Brasil e a Comunidade de Ensino e Aprendizagem em Planejamento de Unidades de Conservação estão lançando o livro “Lições Aprendidas sobre Zoneamento em Unidades de Conservação”.

A publicação tem como objetivo reunir práticas e gerar reflexões sobre o zoneamento de áreas protegidas no território brasileiro.

O zoneamento é o processo que determina que usos serão dados às regiões que ficam dentro das áreas protegidas. Ele tem como objetivo garantir a integridade dos ecossistemas e possibilitar o uso responsável dos recursos naturais - seja para pesquisa, visitação pública, exploração sustentável ou manutenção de habitats e paisagens.

Experiências

“Lições...” possui 59 páginas e, ao longo de seus capítulos, fala da importância do zoneamento, das várias formas de fazê-lo, dá recomendações e faz um histórico de como essa questão vem sendo tratada entre os profissionais, órgãos e instituições que lidam com conservação. 

Ele também descreve várias experiências de zoneamento ocorridas na Amazônia, na Mata Atlântica e nos Pampas, dando um amplo painel de como este processo vem sendo feito nos diversos biomas brasileiros.

Reforço 

A analista de conservação do WWF-Brasil Jasylene Abreu afirmou que o lançamento da publicação reafirma e reforça a importância das unidades de conservação brasileiras. 

“O zoneamento é uma etapa muito importante da implementação de uma unidade de conservação, pois descreve o que será feito naquela região. Ele é, ao mesmo tempo, uma estratégia de planejamento, um instrumento de conservação da natureza e uma exigência legal”, explicou a analista.

Melhorando processos

A Comunidade de Ensino e Aprendizagem em Planejamento de Unidades de Conservação é um  grupo de estudiosos, cientistas e pesquisadores que busca melhorar os processos de criação, gestão, implementação e avaliação das unidades de conservação do Brasil.

Ele é formado por profissionais experientes, que vem atuando há décadas no meio conservacionista brasileiro e que discutem como aperfeiçoar o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC)

O WWF-Brasil, por meio de seu Programa Amazônia, apoia o grupo e participa das atividades desde sua fundação, em 2013. Seus trabalhos de pesquisa originaram publicações sobre conselhos gestores, diagnósticos para a criação de áreas de manejo e participação social na elaboração de planos de manejo.
Capa do livro Lições Aprendidas sobre Zoneamento em Unidades de Conservação
Capa do livro Lições Aprendidas sobre Zoneamento em Unidades de Conservação
© Divulgação Enlarge
Participaram da capacitação produtores da Vila do Carmo, de Bela Vista do Guariba, de Nova Esperança e Vila Batista - todas situadas na zona rural de Apuí
O zoneamento de unidades de conservação tem um caráter participativo e busca resguardar os ecossistemas das áreas protegidas
© WWF-Brasil/ Marcelo Cortez Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA