Holanda estimula a produção sustentável da soja | WWF Brasil

Holanda estimula a produção sustentável da soja



22 junho 2012    
Mesa redonda discute a produção e o consumo de soja certificada
© WWF-Brasil/Geralda Magela
 Por Geralda Magela
Do Rio de Janeiro

Em um evento organizado pelo governo holandês, no Pavilhão da União Europeia, no Parque dos Atletas, no último dia da Rio+20, representantes do governo holandês,de empresas do setor e do WWF-Brasil,  destacaram a importância de estimular o  processo de certificação da soja e a necessidade de envolver todos os segmentos que atuam neste mercado para buscar uma produção mais sustentável.  O evento teve, entre os palestrantes, o ministro holandês para as Relações Europeias e Cooperação Internacional, Johan Van Der, e o coordenador do programa Cerrado-Pantanal do WWF-Brasil, Cássio Moreira Franco.

Na sua apresentação, o ministro holandês destacou que, com o aumento da demanda por alimentos devido ao crescimento populacional, os governos precisam descobrir caminhos para promover a produção sustentável dessas commodities. “Estamos convencidos de que a sustentabilidade tem que estar sempre como uma questão central neste processo”, disse Van Der.

O governo holandês vem atuando com o estímulo à produção sustentável da soja, apoiando os produtores no processo de certificação RTRS. Esse apoio é feito por meio da Iniciativa de Comércio Sustentável da Holanda (IDH), que tem a participação do governo, de empresas holandesas de varejo, comércio e indústria e de organizações da sociedade civil, como o WWF e o Solidariedade.

Em dezembro do ano passado, foi assinado um compromisso dessas instituições de que, em 4 anos (até 2050), 100% da soja consumida no país seja proveniente de produção certificada (RTRS). Para apoiar os produtores nesse processo de certificação e realizar campanhas junto aos consumidores, estão sendo investidos inicialmente € 7 milhões (cerca de R$ 17 milhões). Os recursos são de um fundo, criado com recursos do governo e da iniciativa privada.

Por ser uma fonte importante de proteína, o consumo de soja vem aumentando cada vez mais, tanto na forma de grãos, processada ou em alimentos industrializados, como também é usada na produção da ração para os animais. Por isso, de acordo com o ministro holandês, além de estimular os produtores, as indústrias e o comércio para se comprometerem com o uso da soja certificada, é importante também conscientizar o consumidor. “E esse é um trabalho que os governos podem fazer, por meio de campanhas”, disse o ministro.

A Holanda é o segundo maior comprador de soja do mundo, ficando atrás apenas da China. E o Brasil é o segundo maior produtor da commodity, principalmente no Cerrado brasileiro. Durante o debate, o coordenador do Programa de Agricultura e Meio Ambiente do WWF-Brasil, destacou a importância de estimular a certificação da soja, uma vez que a sua produção é uma das grandes responsáveis pelo desmatamento e pela contaminação do solo, devido ao uso de produtos químicos. Por isso, o WWF apoio esse processo. “ A iniciativa da Holanda é muito importante e esperamos que esse exemplo também seja seguido por outros países, destacou Franco.
Mesa redonda discute a produção e o consumo de soja certificada
© WWF-Brasil/Geralda Magela Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA