Resultados da primeira fase do programa Arpa - Áreas Protegidas da Amazônia



26 outubro 2010    
Capa da publicação sobre resultados da primeira fase do Programa Arpa - Áreas Protegidas da Amazônia
Capa da publicação sobre resultados da primeira fase do Programa Arpa - Áreas Protegidas da Amazônia
© WWF-Brasil
O Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) atingiu resultados significativos. Em seus primeiros seis anos de atuação, foi responsável pela criação de 44 novas unidades de conservação na região e pela consolidação de outras 18 áreas, num total de 62 unidades de conservação (UCs) apoiadas. Os resultados do programa mostram também que essas áreas protegidas podem ser especialmente eficientes para proteção do meio ambiente quando geridas da forma adequada.

Reconhecido como um dos maiores esforços de conservação da biodiversidade do mundo, o programa Arpa possibilitou que recursos financeiros chegassem efetivamente às unidades de conservação (UCs) da Amazônia e mudaram a realidade e perspectivas de um futuro sustentável das áreas onde estão localizadas, por meio do desenvolvimento de ações no entorno.

Essas e outras informações relacionadas aos resultados do programa em temas como efetividade de gestão, biodiversidade, mudanças climáticas e desmatamento e gestão financeira estão consolidadas em publicação digital sobre os resultados da primeira fase do programa, lançada em evento durante 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP 10/CDB), em Nagoia, no Japão.

Faça o download da publicação Resultados da primeira fase do programa Arpa - Áreas Protegidas da Amazônia
Capa da publicação sobre resultados da primeira fase do Programa Arpa - Áreas Protegidas da Amazônia
Capa da publicação sobre resultados da primeira fase do Programa Arpa - Áreas Protegidas da Amazônia
© WWF-Brasil Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA