Unesco assegura ao Parque Nacional de Veadeiros título de patrimônio mundial | WWF Brasil

Unesco assegura ao Parque Nacional de Veadeiros título de patrimônio mundial



06 Julho 2017   |  
Veadeiros: ampliação garantiu o título de patrimônio mundial
© Foto: Leonardo Milano/O Eco
por Jaime Gesisky

O Comitê do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) decidiu nesta quarta-feira (5) manter o título de patrimônio mundial do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás.

Foi durante reunião do comitê que acontece esta semana em Cracóvia, na Polônia. O parque corria o risco não só de perder o título como também ser incluído na lista oficial do comitê que elenca os sítios mundiais perigo.

Isso agora é página virada.

De quebra, o Brasil ainda recebeu formalmente da Unesco o reconhecimento pelo bom trabalho que fez ao ampliar o parque em junho deste ano. A unidade de conservação passou de 65 mil hectares para 240 mil hectares após intensa campanha que teve o apoio do WWF-Brasil.

Na nota, a Unesco cumprimenta o país pelo processo de ampliação que envolveu governos e a sociedade civil e ajudou a cumprir os objetivos globais de conservação.

O Cerrado – bioma onde se localiza o parque de Veadeiros – é considerado uma das áreas prioritárias para a conservação da biodiversidade do Planeta.

O parque é refúgio de espécies ameaçadas de extinção ou que só existem no local, como o lobo-guará, o cervo-do-pantanal, o pato-mergulhão e a onça-pintada, maior carnívoro da América do Sul.

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em janeiro de 1961 com 625 mil hectares, mas encolheu três vezes nas últimas décadas.

Há 15 anos, chegou a ser aprovada uma ampliação para 250 mil hectares o que garantiu a candidatura do parque e obtenção do título de sítio do patrimônio natural junto à Unesco. Mas, por pressão dos ruralistas de Goiás, o aumento foi derrubado na Justiça sob a alegação de falta de consulta pública.

Esse retrocesso deixou o Brasil em situação delicada. A Unesco passou e emitir sinais de preocupação, já que a proteção da área foi reduzida. Em 2015, o parque corria o risco de entrar para o rol do sítios mundiais em perigo.

O esforço da área ambiental do governo foi de retomar o processo de ampliação, que se arrastou até meados de 2017, quando finalmente houve o acordo entre Goiás e o Ministério do Meio Ambiente, não sem a pressão de organizações ambientalistas como o WWF-Brasil e Coalizão Pró-Ucs e o Ministério Público Federal.

A campanha #ampliaveadeiros concebida e coordenada pelo WWF-Brasil reuniu mais de sete mil assinaturas e participação de cientistas, especialistas e a comunidade em torno do parque de Veadeiros pela ampliação.



 
Veadeiros: ampliação garantiu o título de patrimônio mundial
© Foto: Leonardo Milano/O Eco Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus