© WWF-Brasil

Climate Savers Program - CSP

Criado em 1999 pela Rede WWF, o programa Defensores do Clima (Climate Savers Program) inclui estratégias de redução nas emissões de gases do efeito estufa nos processos produtivos do setor privado. Até o fim de 2010, as 21 empresas participantes ao redor do planeta terão evitado o lançamento anual de 14 milhões de toneladas de carbono.

Em dezembro de 2009, durante a 15ª Conferência das Partes das Nações Unidas, realizada em Copenhague, a Natura assinou um acordo com o WWF-Brasil para diminuir em 10% as suas emissões até 2012, com base em 2008. Deste modo, ela se transformou não apenas na primeira companhia brasileira a fazer parte da iniciativa, como também a pioneira em países em desenvolvimento.

A busca por uma economia de baixo carbono é imprescindível para que o acréscimo da temperatura média não ultrapasse os 2ºC no planeta, número limite identificado pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) da ONU. O apoio de empresas neste sentido é fundamental. E, além de ajudar a combater o aquecimento global, a parceria também prepara a equipe para a futura (e certa) regulação de emissões no setor, além de oferecer a oportunidade de se tornar líder em seu segmento.

Defensores do Clima é um programa mundial, organizado pela Rede WWF, que incentiva o setor corporativo a reduzir voluntariamente suas emissões de carbono.


Com apoio do WWF-Brasil, as empresas participantes receberão os seguintes benefícios:

Técnicos:

1. Apoio técnico do WWF-Brasil na decisão sobre a meta de redução, na sua implementação e na adoção de política climática;
2. Avaliação de riscos e oportunidades sobre um dos problemas ambientais, econômicos e sociais mais importantes do novo século;

De comunicação:

3. Apoio do WWF-Brasil para comunicação do acordo e resultados - além de serem reconhecidas como parte de um grupo seleto de empresas nacionais e estrangeiras líderes em políticas climáticas, as companhias participantes usufruem do alcance de comunicação de uma das mais prestigiosas organizações de conservação do planeta;
4. Uso da logomarca do Defensores do Clima na comunicação oficial da empresa – estratégia feita conjuntamente com o WWF-Brasil;
5. Compilação das ações e sucessos da empresa em “Estudos de Caso” publicados no site internacional e brasileiro do programa;
6. Desenvolvimento de uma “lâmina” de divulgação do acordo. Esta lâmina estará disponível no site brasileiro do programa e será integrada ao material de divulgação usado pelo WWF-Brasil;

De relacionamento inter-empresarial:

7. Networking em eventos anuais, organizados pela Rede WWF, reunindo todas as empresas participantes;
8. Participação no boletim organizado pela Rede WWF e circulado entre as empresas participantes;

De relacionamento interno:

9. Oportunidade para usar internamente o material existente do WWF-Brasil sobre temas diversos de conservação;
10. Oportunidade para comunicar de maneira pró-ativa o tema de mudanças climáticas aos funcionários.
Desafio ao setor empresarial
O programa Defensores do Clima constitui um desafio ao setor privado. As parcerias com o WWF-Brasil estabelecem metas ambiciosas e cronogramas claros de redução para cada gás de efeito estufa da empresa. Além disso, os resultados são monitorados e verificados por uma terceira parte independente (uma certificadora) de dois em dois anos.

O acordo estabelece:

- Metas absolutas de redução de GEEs – As metas absolutas estabelecem reduções em função de um parâmetro fixo, como ano ou emissão. Elas diferem das metas relativas, que estabelecem reduções a partir de um parâmetro variável, como produto ou receitas. Assim, por exemplo, uma diminuição de 15% das emissões por unidade de receita é uma meta relativa e outra de 15% em relação às emissões do ano de 2005 é uma meta absoluta;

- Escopo e ações para atingir metas – O inventário da empresa seguirá os padrões estabelecidos pelo GHG Protocol, do World Resources Institute (WRI). Nele, os lançamentos de carbono são divididos em 3 escopos: 1) emissões diretas das operações controladas pela empresa; 2) emissões indiretas advindas da compra de eletricidade e; 3) emissões indiretas de fontes não controladas pela empresa, mas que existem como resultado de suas atividades. Com o inventário em mãos, será possível determinar onde é mais fácil reduzí-las;

- Atividades para divulgação do acordo e resultados – O WWF-Brasil e a empresa desenvolverão conjuntamente um plano de comunicação para a divulgação do acordo e dos seus resultados.

Estabelecendo as metas

As metas acordadas com o WWF-Brasil precisam ser ambiciosas e superiores ao que já foi anunciado previamente pela empresa. Elas podem consistir em objetivos ou soluções em uma ou mais das categorias seguintes:

• Eficiência energética de produtos;
• Eficiência em processos industriais ou administrativos;
• Produtos que poupam energia;
• Eficiência no uso de transportes;
• Uso de co-geração;
• Uso de energias renováveis.

Quem participa

De sua criação até o fim de 2010, as empresas participantes do Defensores do Clima deixarão de emitir 50 milhões de toneladas, o equivalente a pouco mais de 3 vezes as emissões anuais da cidade de São Paulo.

A Natura Cosméticos foi a primeira empresa brasileira (e, também, entre todos os países em desenvolvimento) a aderir ao Programa. Abaixo, conheça as suas propostas para reduzir emissões de gases de efeito estufa nos processos produtivos, os prazos e meios para alcançar tais objetivos.

O WWF-Brasil deseja estabelecer diálogo também com outras companhias dispostas a fazer o mesmo. Através do auxílio técnico e de comunicação, é possível buscar solução para a crise climática e a transição para uma economia global de baixo carbono.

Empresas parceiras do programa

Catalyst Paper
The Coca-Cola Company
The Collins Companies
Diversey
Elopak
Eneco
Fairmont Hotels & Resorts
Grupo Volvo
HP
IBM
Johnson&Johnson
Lafarge
National Geographic
Nike
Nokia Siemens Networks
Novo Nordisk
Polaroid
Sagawa Express
Sofidel
Sony
Supervalu
Tetra Pak
Xanterra Parks & Resorts


 
© WWF
© WWF
  •  
© WWF-Brasil / Adriano Gambarini

DOE AGORA
DOE AGORA