Instituto Giramundo Mutuando



Criado em 1998, o Instituto Giramundo Mutuando atua com a missão de promover práticas agroecológicas de produção e enfoque participativo para o desenvolvimento local sustentável. Sua área de atuação, no interior do estado de São Paulo, abrange trechos dos municípios de Botucatu, Iaras, Itapeva e Itaberá. Parte dos esforços de conservação da natureza da organização está focada na recuperação de nascentes e matas ciliares, proteção da biodiversidade em corredores da Mata Atlântica de Cuesta e Baixada Serrana, sobre áreas de recarga do Sistema Aqüífero Guarani.

O “Projeto Florestar PIC Natureza” irá contribuir com a missão da organização apoiando a plantação de 15 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica que serão responsáveis pela restauração de 4,5 hectares de floresta. Somente nos quatro primeiros já foram plantadas 10 mil mudas, contribuindo para a restauração de uma área superior a 2 hectares. A ação recuperou cinco nascentes da região, que integram área de recarga do Sistema Aqüífero Guarani. O Instituto também realizou experiências agroecológicas em uma área de 10 hectares.


A estratégia é a formação de “ilhas de biodiversidade” capazes de expandir a floresta. O instituto trabalha por meio do planejamento territorial de propriedades rurais, apoiando famílias de agricultores com oficinas e cursos para a implantação de sistemas agroflorestais e a criação de viveiros comunitários e programa de coleta de sementes. Conscientizar o agricultor a utilizar práticas agroecológicas em suas propriedades é o primeiro passo para a recuperação da paisagem como um todo, pois potencializa resultados de restauração de matas ciliares e nascentes.

DOE AGORA
DOE AGORA