WWF-Brasil capacita guarda parques em Fernando de Noronha



01 agosto 2017    
Curso para guarda parques teve o apoio do WWF-Brasil
© Marcel Favery / ICMBio
Por Juliana Marinho

O ICMBio, em parceria com a Econoronha (concessionária do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha - Parnamar), ofereceu três dias de capacitação para a equipe que atua no Parque Nacional de Fernando de Noronha: fiscais, monitores ambientais, condutores de turismo e voluntários. O evento ocorreu em comemoração ao Dia Mundial do Guarda Parques, comemorado em 31 de julho. O WWF-Brasil participou do evento oferecendo algumas atividades.
 
Uma foi uma palestra aberta ao público no dia 31, no auditório do Projeto Tamar, sobre Turismo Sustentável. O evento teve um bate papo sobre o que é a atividade, sua importância econômica, social e cultural, assim como foram dadas dicas para os turistas de como ser mais sustentável no destino. Participaram também guarda parques e pessoas que trabalham com turismo na ilha. No mesmo dia, o WWF-Brasil proporcionou outro bate papo com a Associação de Condutores de Turismo, quando falou-se sobre como o papel do condutor é relevante na intermediação dos sonhos e das experiências das pessoas.
 
E por fim, no curso, houve uma atividade do WWF-Brasil para definir as "personas" que o parque atende, seu perfil e motivações principais, alinhando com como os guarda parques estão preparados e motivados para fazer essa relação com o público. A participação do WWF terminou com uma atividade de autoconhecimento, para que cada um entendesse melhor seu perfil comportamental. Alguns contaram como a relação com os turistas também mudou sua vida.
 
Ao todo, participaram cerca de 35 profissionais no curso. As atividades envolveram exposições e atividades práticas, discutindo o papel e a importância da equipe enquanto verdadeiros guardiões do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha e da Área de Proteção Ambiental (APA), função que se estende para todos os cidadãos. Dentre as atividades, destacou-se o projeto de lei de reconhecimento da figura do guarda parque, a importância da atuação dos profissionais como gestores de território, a análise e identificação de suas competências, habilidades e atitudes.
 
“Uma das principais expectativas dos participantes foi fortalecer a união da equipe, já que atuam funcionários do ICMBio, da Econoronha, voluntários e condutores de turismo nas Unidades de Conservação”, aponta Luciana Sagi, consultora do Programa Marinho do WWF-Brasil. Ao final, todos avaliaram que houve maior integração. A programação do evento foi construída em conjunto, entre os palestrantes e o gestor do parque e sua equipe de organização.
 
As atividades oferecidas pelo WWF estavam alinhadas com a proposta da capacitação que a de ressaltar o papel do guarda parque como guardião, gestor do território e membro de um coletivo, em que várias habilidades, conhecimentos e competências individuais se complementam para cumprir com as atividades diárias do parque.
 
Curso para guarda parques teve o apoio do WWF-Brasil
© Marcel Favery / ICMBio Enlarge
Luciana Sagi, consultora do Programa Marinho, em oficina para condutores e guarda parques
© Marcel Favery / ICMBio Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA