Sistema Integrado de Proteção de Mananciais - SIPAM



02 outubro 2006

Autor/Responsável pela Experiência: Carlos Gonçalves de Oliveira Sobrinho, Felipe Miguel A. Martini, Luís R. Camargos d’Ávila
Entidade promotora da Experiência: Companhia de Saneamento de Minas Gerais - COPASA
População Beneficiada: O projeto em questão compreende um universo aproximado de 900.000 pessoas, considerando o número de habitantes, tanto das áreas rurais quanto urbanas dos 50 municípios contemplados pelo projeto.
Localização: (Município, Cidade, Bairro) 50 localidades das diversas regiões do estado de Minas Gerais.
Período em que a Experiência foi desenvolvida: de 2004 a 2006.


RESUMO DA EXPERIÊNCIA
O Projeto prima pela proteção de mananciais por meio da recuperação e da conservação de bacias hidrográficas. É especialmente inovador, porque propõe que todos os atores trabalhem de forma articulada e integrada, propiciando a complementariedade e o “empoderamento” dos diversos parceiros e ainda potencializa a sustentabilidade ambiental, econômica e social.
A Comissão de Proteção do Manancial, que é o foro local onde se definem as ações a serem implementadas, tem a responsabilidade de elaborar o Plano de Ação e de promover um efeito sinérgico, que freqüentemente resulta em racionalização dos recursos envolvidos na implantação do projeto.
Os impactos diretos das ações implementadas podem ser percebidos com a mudança de atitude e com a reabilitação e prevenção das condições ambientais, especialmente na melhoria da qualidade e da quantidade de água. Um projeto semeador de consciência da utilização sustentável dos recursos hídricos.

DOE AGORA
DOE AGORA