O que são RPPNs?



 rel=
Propriedade com RPPN na Juréia, em São Paulo. Mais de 70% da Mata Atlântica localiza-se em propriedades privadas.
© WWF-Brasil / Adriano Gambarini
As RPPNs são reconhecidas como parte do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), criadas pela vontade do proprietário de terra, em regime de perpetuidade, onde são permitidas somente atividades de pesquisa e visitação com objetivos turísticos e educacionais.

Sua contribuição para a conservação da Mata Atlântica é enorme, na medida em aproximadamente 80% dos remanescentes do bioma estão na mão de proprietários privados.

E apesar de cerca da metade das RPPNs da Mata Atlântica ter área menor que 100 hectares, elas podem formar corredores entre fragmentos maiores, garantir a sobrevivência de espécies ameaçadas e proteger o entorno de unidades públicas.
A criação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) é uma das principais estratégias para garantir a manutenção da Mata Atlântica por meio da participação da iniciativa privada na conservação.

 
© Divulgação
RPPNs desempenham papel importante na conservação da biodiversidade.
© Divulgação
DOE AGORA
DOE AGORA