Visão de Biodiversidade do Alto Paraná | WWF Brasil

Visão de Biodiversidade do Alto Paraná



 rel=
Cataratas do Iguaçu, no Paraná.
© ICMBIO/Parque Nacional do Iguaçu
A Ecorregião Florestas do Alto Paraná engloba uma área original de mais de 471 mil Km2, que se estende do oeste da Serra do Mar brasileira ao leste do Paraguai, incluindo a província de Misiones, na Argentina.Da sua área total, restam apenas 7,4% de florestas, basicamente em UCs como o Parque Nacional do Iguaçu (Brasil), que ainda sobrevive como um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica.

Como mais de 28 milhões de pessoas vivendo nesta ecorregião - 20,3 milhões em áreas urbanas e 7,9 milhões em áreas rurais -, a conservação das Florestas do Alto Paraná é fundamental para manter a qualidade de vida da população.

O Programa Mata Atlântica, em parceria com a Fundación Vida Silvestre Argentina, realizou um planejamento de conservação específico para essa ecorregião, e seu resultado está na Visão de Biodiversidade da Ecorregião Florestas do Alto Paraná, com a proposta de ações de conservação, como corredores biológicos unindo áreas prioritárias. (link par a aVisão) 
 

 
© WWF / Michel GUNTHER
O Parque Nacional do Iguaçu foi a primeira área brasileira reconhecida pela UNESCO como Sítio do Patrimônio Mundial Natural, em 1986
© WWF / Michel GUNTHER
 
© ICMBIO/Parque Nacional do Iguaçu
Cataratas do Iguaçu
© ICMBIO/Parque Nacional do Iguaçu
DOE AGORA
DOE AGORA