Morcegos monogâmicos e com vida familiar intensa



23 outubro 2008
Por Isadora de Afrodite

O Vampyrum spectrum é o maior morcego das Américas. Ele pesa entre 145g e 190g, e a envergadura de suas asas varia de 76 centímetros a 91 centímetros, mas alguns espécimes podem alcançar 1 metro de comprimento. É encontrado do Brasil central e do Peru até o sul do México, normalmente em florestas densas, perto de rios e córregos, em locais com menos de 1.650 metros de altitude, mas também já foi encontrado em construções feitas por humanos.

Esses morcegos saem de seus abrigos no crepúsculo para caçar. Sua dieta inclui aves, roedores e até mesmo outros morcegos. Sua preferência é por pássaros que fazem ninhos em galhos, em vez de cavidades, e que tenham um forte odor, já que eles localizam suas presas mais pelo cheiro do que pela visão ou pelo sonar. São estrategistas: depois de localizar suas presas, as seguem cuidadosamente até perceberem a melhor oportunidade para um ataque. Eles começam a comer ao anoitecer, mas podem fazer várias refeições durante a noite.

O Vampyrum spectrum é um morcego monogâmico. Ele forma um casal e permanece fiel a seu parceiro até o final da vida. O acasalamento, a gestação e detalhes sobre a vida dos filhotes ainda não são conhecidos pela ciência, já que esse é um morcego muito difícil de ser capturado por pesquisadores. Sabe-se, no entanto, que o casal se reveza na caça: enquanto um morcego sai para caçar, o outro fica no ninho, com os filhotes.

Esses morcegos formam ninhos em grupo, com cerca de cinco indivíduos da mesma família. Esses grupos são formados pelo casal e mais dois ou três de seus filhos que ainda não estão em idade reprodutiva. Como muitas famílias de humanos, o casal de morcegos aproveita a ajuda dos filhos mais velhos para cuidar dos mais novos.

Eles escolhem árvores ocas e próximas a cursos d’água para fazer seus ninhos, mas essas informações ainda são incertas, já que os dados sobre essa espécie ainda são limitados. Um adulto, normalmente a fêmea, permanece no ninho enquanto o macho vai caçar, para depois trazer comida para o parceiro e os filhotes. Enquanto caçam, eles voam próximos ao chão e cobrem uma área de cerca de 3 hectares. O formato de suas asas permite que eles possam levantar vôo enquanto carregam grandes presas, o que é essencial para levar comida de volta para os membros da família que ficaram no ninho.

Fonte: Museu de Zoologia da Universidade de Michigan
DOE AGORA
DOE AGORA