Arquipélogo de Mariuá | WWF Brasil

Arquipélogo de Mariuá



23 Outubro 2008
Arquipélogo Mariuá
© Zig Koch
Localizado no município de Barcelos (AM), às margens do Rio Negro, o Arquipélago Mariuá inclui um mosaico de ecossistemas de águas pretas que estão entre os mais frágeis da Amazônia e incluem rios, ilhas, lagos, florestas inundadas, praias arenosas, campos e pântanos.

Em meio a toda a diversidade de paisagens da Amazônia, encontram-se áreas úmidas, consideradas armazéns naturais de diversidade biológica. A Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, no Amazonas, é a única do bioma amazônico reconhecida como Zona Úmida de Importância Internacional (ou Sítio Ramsar), mas uma segunda região foi proposta pelo Brasil para reconhecimento: o Arquipélago Mariuá, também no estado do Amazonas.

Localizado no município de Barcelos (AM), às margens do rio Negro, o Arquipélago Mariuá inclui um mosaico de ecossistemas de águas pretas que estão entre os mais frágeis da Amazônia e incluem rios, ilhas, lagos, florestas inundadas, praias arenosas, campos e pântanos.

São mais de 1.400 ilhas, que apresentam rica diversidade sociocultural, com cerca de 30 comunidades. A região caracteriza-se, também, pelo alto grau de dependência das populações locais, principalmente ribeirinhos e indígenas, com relação aos recursos naturais do Arquipélago, o que propicia o surgimento de conflitos diversos.

A designação do Arquipélago Mariuá para a lista de Zonas Úmidas de Importância Internacional significará uma contribuição para o zoneamento da região em diferentes categorias de áreas protegidas, formando um mosaico composto por unidades de conservação de uso sustentável, de proteção integral e de territórios indígenas.

Com o reconhecimento da área como Sítio Ramsar, espera-se ainda que sejam implementadas ações de manejo participativo dos recursos naturais e sistemas de gestão e monitoramento da pesca, além de pesquisas científicas e atividades educativas e de conscientização ambiental.

Essas ações contribuem para a manutenção das áreas úmidas do médio rio Negro, consideradas prioritárias para a conservação no Brasil.
Arquipélogo Mariuá
© Zig Koch Enlarge
DOE AGORA
DOE AGORA