Pró-Espécies seleciona consultoria sobre introdução em microrganismos exóticos | WWF Brasil

Pró-Espécies seleciona consultoria sobre introdução em microrganismos exóticos



08 Maio 2019   |  
Espécie de borboleta do Parque Nacional da Serra do Pardo (PA)
© Adriano Gambarini/WWF-Brasil
Convidamos você a participar da seleção para a consultoria para a elaboração de documentos e levantamento, organização, análise e discussão de informações técnicas e científicas sobre introdução intencional de microrganismos exóticos em território nacional para utilização como agrotóxicos biológicos ou biorremediadores. 

A Estratégia Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção Pró-Espécies: Todos contra a extinção é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que tem como objetivo adotar ações de prevenção, conservação, manejo e gestão para minimizar as ameaças, o risco de extinção e melhorar o estado de conservação das espécies ameaçadas.

Entre as metas do projeto se encontra adotar ações de prevenção, conservação, manejo e gestão que possam minimizar as ameaças e o risco de extinção de espécies. As espécies exóticas invasoras estão entre os cinco principais fatores de pressão sobre a biodiversidade, o componente 3 do projeto visa a prevenir e detectar precocemente as espécies exóticas e invasoras e implementar ações de resposta rápida

O prazo para entrega da proposta técnica/comercial foi estendido para o dia 07 de junho de 2019.

Para mais informações acesse a carta convite.

Informamos que foi realizada uma retificação para compreender o envio de propostas por pessoas físicas e jurídicas, conforme já previsto na carta convite. Acesse aqui.

Sobre o Projeto Pró-Espécies

O projeto Pró-Espécies é financiado pelo Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF, da sigla em inglês para Global Environment Facility Trust Fund), é coordenada pelo Departamento de Conservação e Manejo de Espécies (DESP/MMA) e implementada pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), sendo o WWF-Brasil a agência executora.

O projeto trabalha em conjunto com 13 estados do Brasil (MA, BA, PA, AM, TO, GO, SC, PR, RS, MG, SP, RJ e ES) para desenvolver estratégias de conservação em 24 territórios, totalizando 9 milhões de hectares. E prioriza a integração da União e estados na implementação de políticas públicas, assim como procura alavancar iniciativas para reduzir as ameaças e melhorar o estado de conservação de pelo menos 290 espécies categorizadas como Criticamente em Perigo (CR) e que não contam com nenhum instrumento de conservação.       
Entre os parceiros estão o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Órgãos Estaduais de Meio Ambiente

 

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA