Produtores da agroecologia inauguram sede no Alto São Bartolomeu (DF) | WWF Brasil

Produtores da agroecologia inauguram sede no Alto São Bartolomeu (DF)



13 Abril 2018   |  
O WWF-Brasil atua na bacia do Pipiripau desde 2010
© WWF Brasil
Por Maria Fernanda Maia

A Associação dos Produtores Agroecológicos do Alto São Bartolomeu (Aprospera) inaugurou no último sábado (7), a finalização da construção de sua sede – um galpão de palha e barro, feito por meio de técnicas de bioconstrução, que servirá como base de reuniões para a associação, oficinas, capacitações e comercialização de produtos.

A Aprospera se localiza na divisa entre Distrito Federal e Goiás, foi criada em 2016 com o apoio de parceiros e hoje conta com 45 associados, que produzem por meio de práticas sustentáveis na agricultura, como a agroecologia e a agrofloresta. Grande parte deles é do Assentamento Oziel Alves III, na região do Núcleo Rural Pipiripau, no Núcleo Rural Taquara, e alguns associados em áreas mais distantes, mas dentro da bacia do

Ribeirão Pipiripau.

A Aprospera surgiu a partir da implementação de 10 unidades demonstrativas de boas práticas agropecuárias que o projeto da parceria entre WWF-Brasil, Banco do Brasil (BB), Agência Nacional de Águas (ANA) e Fundação Banco do Brasil (FBB) implantou desde 2014 na bacia do Pipiripau.

“Este foi um grande momento de celebração após três anos de trabalho formando esse grupo de produtores agroecológicos que culminou com a construção da sede da Aprospera”, comemora Vinícius Pereira, analista do WWF-Brasil.

Além disso, a Aprospera pratica também a Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA) e, segundo a presidente Fátima Cabral, a associação já tem nove CSA's, das 22 que existem em Brasília.

O CSA é uma prática adotada por grupos de consumidores que se unem a um agricultor e se tornam corresponsáveis pela produção – desde bancar previamente o plantio, em cotas mensais, passando pela gestão financeira e administrativa do empreendimento até a distribuição da colheita entre os participantes.

WWF-Brasil no Pipiripau

O WWF-Brasil atua na bacia do Pipiripau desde 2010, por meio da parceria com BB, ANA e FBB. Na região, já desenvolvemos uma série de ações de recuperação florestal, como o plantio de mais de 300 mil mudas, cercamento de 11,8 km de áreas em recuperação e disseminação de boas práticas agropecuárias e agroecologia.

Saiba mais sobre o projeto aqui
O WWF-Brasil atua na bacia do Pipiripau desde 2010
© WWF Brasil Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA