Pró-Espécies seleciona consultoria para o Plano de Ação Nacional (PAN) Territorial Planalto Sul | WWF Brasil

Pró-Espécies seleciona consultoria para o Plano de Ação Nacional (PAN) Territorial Planalto Sul



02 Março 2019   |  
Aranha na trilha Taquaral, Parque Estadual Carlos Botelho, São Paulo, Brasil.
Aranha na trilha Taquaral, Parque Estadual Carlos Botelho, São Paulo, Brasil.
© WWF-Brasil / Adriano Gambarini
Convidamos você a participar da seleção para a consultoria especializada para o levantamento de informações, moderação, relatoria e a elaboração do Plano de Ação Nacional (PAN) Territorial Planalto Sul para conservação das espécies ameaçadas de extinção do Planalto Sul, sob coordenação da equipe de trabalho dos estados de Santa Catarina (IMA-SC e SDS-SC) e Rio Grande do Sul (SEMA-RS). 

A Estratégia Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção Pró-Espécies: Todos contra a extinção é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que tem como objetivo adotar ações de prevenção, conservação, manejo e gestão para minimizar as ameaças, o risco de extinção e melhorar o estado de conservação das espécies ameaçadas.

Entre as metas do projeto está a elaboração e implementação de Planos de Ação Nacionais para territórios prioritários do projeto, onde existem espécies criticamente ameaçadas de extinção sem estratégias de conservação, denominadas espécies CR Lacuna.

O prazo para entrega da proposta técnica/comercial foi estendido para o dia 22 de março de 2019

A carta convite com o prazo ajustado e o Anexo 2 com a lista de espécies do Rio Grande do Sul serão disponibilizados nesta página no dia 18 de março de 2019.

Para mais informações acesse a carta convite aqui.

Sobre o Projeto Pró-Espécies

O projeto Pró-Espécies é financiado pelo Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF, da sigla em inglês para Global Environment Facility Trust Fund), é coordenada pelo Departamento de Conservação e Manejo de Espécies (DESP/MMA) e implementada pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), sendo o WWF-Brasil a agência executora.

O projeto trabalha em conjunto com 13 estados do Brasil (MA, BA, PA, AM, TO, GO, SC, PR, RS, MG, SP, RJ e ES) para desenvolver estratégias de conservação em 24 territórios, totalizando 9 milhões de hectares. E prioriza a integração da União e estados na implementação de políticas públicas, assim como procura alavancar iniciativas para reduzir as ameaças e melhorar o estado de conservação de pelo menos 290 espécies categorizadas como Criticamente em Perigo (CR) e que não contam com nenhum instrumento de conservação.
                
Entre os parceiros estão o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Órgãos Estaduais de Meio Ambiente.

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA