O futuro das florestas e da agricultura até 2050 | WWF Brasil

O futuro das florestas e da agricultura até 2050



03 Dezembro 2018   |  
Vista aérea da Resex Chico Mendes, com uma parte do rio Xapuri, na floresta Amazônica, Acre, Brasil.
© WWF-Brasil/Juvenal Pereira
Por WWF-Brasil - com informações da Coalizão Brasil

Os impactos das mudanças climáticas não se limitam aos ecossistemas naturais. De acordo com especialistas no assunto, as previsões de temperaturas mais quentes e de mudanças na frequência das chuvas vão, sem dúvida, impactar o setor agrícola a ponto de mudar a distribuição geográfica da produção brasileira.

E é exatamente nas atividades ligadas ao uso da terra que encontramos parte importante da solução. Dessa forma, torna-se fundamental pensar o longo prazo da relação intrínseca entre florestas e agricultura, abrindo espaço para posicionar o uso da terra como uma agenda de desenvolvimento para o país.

Preocupada em lidar com a reação da natureza ao nosso bem-estar, no curto e longo prazos, uma parte dessa mesma sociedade, formada por ONGs, academia e empresários, aprofundou os debates sobre o que é preciso fazer para retomarmos uma relação mais harmônica com o espaço que ocupamos.

E com esse foco nasceu a publicação “Visão 2030-2050: O Futuro das Florestas e da Agricultura no Brasil” (disponível para download à direita).  Ao longo de 2018, os “Fóruns de Diálogo” da Coalizão Brasil (Agropecuária e Silvicultura, Floresta Nativa, Desmatamento e Políticas Públicas & Instrumentos Econômicos) realizaram uma série de debates sobre o futuro do uso da terra, considerando os horizontes de 2030 e 2050.

O resultado desse processo está traduzido em uma visão comum entre os diferentes setores da sociedade – empresas, ONGs, setor financeiro e academia – para um futuro possível e próspero para o Brasil como líder da economia de baixo carbono no mundo.

O documento traz análises de temas ambientais que impactam diretamente nas nossas vidas como mudanças climáticas, gases de efeito estufa, desmatamento, restauração de biomas, manejo florestal sustentável, áreas degradadas, agricultura de baixo impacto, matriz energética renovável, serviços ecossistêmicos, povos tradicionais, distribuição de renda, etc.

Segundo a Coalizão, essa visão é viável e ter por objetivo: promover o bem-estar de todos a partir de uma ocupação do campo cujas condições permitam: 1) produzir mais e melhor; 2) criar valor e gerar benefícios a partir das florestas; 3) acabar com o desmatamento; e 4) viabilizar políticas públicas de Estado e construir instrumentos econômicos alinhados e integrados.

"Desenvolver uma visão de longo prazo, para a futuro da agropecuária brasileira foi muito desafiador, mas fundamental para planejarmos os próximos passos em busca do desenvolvimento sustentável, em um cenário de mudanças climáticas e uso limitado dos recursos naturais", comenta Leda Tavares, especialista em conservação do WWF-Brasil e uma das lideranças do fórum de agropecuária e silvicultura da Coalizão.

O grupo faz ainda um apelo à sociedade: “sem um olhar de longo prazo, estamos condenados a não sair do mesmo lugar. Por isso, é preciso que a sociedade se aproprie dessa visão, reconheça as florestas e nosso domínio da agricultura como patrimônios brasileiros e assegure que as oportunidades desse caminho sejam aproveitadas, independentemente de circunstâncias políticas do país. Somente com a legitimação dos brasileiros esse futuro se tornará uma realidade. ”
 
Coalizão Brasil
A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura é um movimento multissetorial que se formou com o objetivo de propor ações e influenciar políticas públicas que levem ao desenvolvimento de uma economia de baixo carbono, com a criação de empregos de qualidade, o estímulo à inovação, à competitividade global do Brasil e à geração e distribuição de riqueza a toda a sociedade. Mais de 180 empresas, associações empresariais, centros de pesquisa e organizações da sociedade civil já aderiram à Coalizão Brasil – coalizaobr.com.br
 
Sobre o WWF-Brasil
O WWF-Brasil é uma organização não-governamental brasileira e sem fins lucrativos que trabalha para mudar a atual trajetória de degradação ambiental e promover um futuro onde sociedade e natureza vivam em harmonia. Criada em 1996, atua em todo Brasil e integra a Rede WWF (Fundo Mundial para a Natureza), presente em mais de 100 países. O WWF-Brasil faz parte da Coalização Brasil Clima, Florestas e Agricultura.
Vista aérea da Resex Chico Mendes, com uma parte do rio Xapuri, na floresta Amazônica, Acre, Brasil.
© WWF-Brasil/Juvenal Pereira Enlarge
Remaining area of ​​Atlantic Forest.
© Michel Gunther/WWF Enlarge
Ao longo de 2018, os “Fóruns de Diálogo” da Coalizão Brasil (Agropecuária e Silvicultura, Floresta Nativa, Desmatamento e Políticas Públicas & Instrumentos Econômicos) realizaram uma série de debates sobre o futuro do uso da terra, considerando os horizontes de 2030 e 2050.
© Coalizão Brasil Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA