A História da Conservação em Terras Particulares no Mato Grosso do Sul | WWF Brasil

A História da Conservação em Terras Particulares no Mato Grosso do Sul



11 Fevereiro 2019   |  
Capa, RPPN
© WWF-Brazil
Ao longo de 15 anos (2001 a 2016) a Associação de Proprietários de Reservas Particulares do Mato Grosso do Sul - REPAMS e a Organização Não Governamental WWF-Brasil, buscam promover o engajamento de novos proprietários em prol da ampliação e em favor da conservação ambiental em Mato Grosso do Sul. Para consolidar essa importante parceria divulgam essa publicação com o intuito de apresentar as experiências em terras particulares sul mato-grossenses.

A REPAMS e o WWF-Brasil apoiam as reservas particulares como forma de conservar importantes remanescentes florestais no Cerrado e no Pantanal. Faz parte das estratégias adotadas pelas organizações a articulação com os proprietários dessas áreas, dessas áreas com o objetivo de gerar mudança de consciência, quebrar paradigmas e estimular o respeito aos conhecimentos tradicionais.
As RPPN têm como principal objetivo a conservação da biodiversidade, sendo geralmente reconhecidas em função de sua importância para a proteção da fauna e flora. Ao criar esta categoria de Unidade de Conservação o proprietário da área continuará sendo seu único proprietário e poderá contar com mais apoio dos órgãos públicos, organizações não governamentais, sociedade civil e outros.
As organizações visualizam o apoio à criação e gestão de reservas particulares como iniciativa que trabalha de forma conjunta a produção sustentável e a preservação ambiental, integrando produção e conservação, na construção de uma agenda consciente e sustentável. Essa ação visa criar áreas protegidas em biomas como o Pantanal e Cerrado, de forma complementar a criação de áreas protegidas públicas, fortalecendo assim o sistema de unidades de conservação nessas regiões.

Em Mato Grosso do Sul, a REPAMS surgiu em 2003 e, desde então, busca se consolidar localmente estabelecendo parcerias institucionais e oferecendo apoio técnico aos proprietários de RPPN. Nos últimos anos, as organizações parceiras lutaram para conquistar, autonomia e a necessária sustentabilidade financeira para garantir a manutenção de suas atividades.

Em 2016, o WWF-Brasil, por meio do Programa Cerrado Pantanal, e a REPAMS celebram 15 anos de parceria e desejam compartilhar a experiência.

Comentários

blog comments powered by Disqus
DOE AGORA
DOE AGORA