/ ©: WWF-Brasil

As cidades indo além do apagar das luzes!

Mais da metade da população mundial vive hoje em cidades, que são responsáveis por mais de 70 por cento das emissões globais de carbono. Ao mesmo tempo, nossas cidades estão desempenhando um papel fundamental na elaboração de soluções novas e atraentes para as necessidades humanas que podem reduzir o impacto sobre o clima. O Desafio das Cidades da Hora do Planeta busca identificar e destacar exemplos positivos e apoiar as cidades na transição em direção a um futuro de clima mais ameno para o planeta.

No Brasil ainda temos muito a fazer! Sabemos da importância de capacitar as Prefeituras para enfrentar as mudanças climáticas, melhorando ao mesmo tempo os serviços públicos aos cidadãos e criando uma cidade mais saudável, sustentável e com melhor qualidade de vida. Combinar a busca por essas metas é possível com compromisso e visão dos líderes municipais. 

Dez cidades brasileiras estão inscritas na segunda edição do Desafio e concorrem ao posto de Capital Nacional da Hora do Planeta: Belo Horizonte e Betim (MG), Campo Grande (MS), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

Até o final do ano serão definidas as três finalistas que passam por votação popular e avaliação de um júri internacional formado por especialistas de alto nível. Serão analisadas, principalmente, as medidas tomadas para aumentar os investimentos em energias renováveis.

A eleita para representar o Brasil  concorre com cidades de outros 17 países pelo posto de Capital Global da Hora do Planeta. O anúncio será feito na Cidade do Cabo, África do Sul, em março de 2015.

O Desafio é uma iniciativa para valorizar as cidades de todo o mundo que estão caminhando para se tornarem locais cada vez mais sustentáveis